Empate com gosto amargo de derrota.

 

Na última quarta feira (8), o Peñarol tinha a missão de derrotar o Flamengo em casa para passar para as oitavas de final da Copa Libertadores da América, mas o Carbonero deixou escapar a classificação, e empatou em casa em um vergonhoso 0x0.

 

Foto: Reprodução Internet

 

Todo jogo que pode ser atrapalhado por ‘combinação de resultados’ causa uma tensão maior que o normal, e esse não foi diferente. O Peñarol precisava vencer Flamengo.

 

Caso empatasse, o Liga de Quito não poderia ganhar do San José, do contrário, todos empatariam em número de pontos e a classificação seria definida pelo saldo de gols.

 

Se o Peñarol perdesse, também dependeria da derrota da LDU, que jogava em casa contra o já eliminado time boliviano. Ou seja, era ganhar ou ganhar! Não dava pra depender dos outros.

Ambos jogos aconteceram no mesmo dia e horário.

 

Foto: Reprodução Internet

 

O torcedor carbonero que estava ansioso, começou o 1º tempo com esperança. Peñarol atacando e pressionando o Flamengo, como queríamos ver, brigando pela vaga!

 

Mas depois de 15 minutos parecia que nenhuma jogada encaixava, davam passes de mão beijada para o adversário, e não demonstravam muita vontade em campo.

 

Nenhum dos times surpreendeu, não para o nível de importância desse jogo. O Peñarol parecia estar perdido. Não só dentro de campo, quanto fora também.

 

Ninguém conseguia entender as substituições do técnico Diego López, muito menos as roubadas do Flamengo que, em jogadas simples, não tinha muita dificuldade para desarmar o uruguaio.

 

Claro que ninguém entra em campo pensando no jogo do outro, contando que vão te ajudar, mas nessa altura, o torcedor uruguaio atualizava a tela do confronto no Ecuador a cada 5 segundos.

 

A coisa piorou quando, ao 18’ do 2º tempo, Pará do Flamengo foi expulso após segundo cartão amarelo. Era a oportunidade que o Peñarol precisava para se ajudar, mas o que pareceu foi que o Flamengo ao invés de jogar com 10, estava jogando com 12.

 

O aurinegro não encontrava espaço para criar, não tinha visão de jogo, e quando chegava perto, a finalização era desastrosa.

 

Foto: Reprodução Internet

 

O único que teve um pouco de trabalho nesse jogo, foi o goleiro Kevin Dawson que, mais uma vez, salvou o Peñarol de perder em casa.

 

Ainda teve um cartão vermelho aos 49’ do 2º tempo para o carbonero González Apud, após entrada forte em Vitinho. Depois esse lance, a confusão foi armada.

 

Vitinho reclamava de algo que a torcida jogou em campo, a TV mostra várias garrafas e outros objetos sendo atirados em direção aos jogadores do Flamengo, os jogadores do Peñarol pedem calma, o juiz pega a bola e aponta o meio de campo no meio do empurra - empurra.

 

O jogo terminou em 0x0.

 

Com esse placar se classificaram: Flamengo e Liga de Quito com 10 pontos cada. Peñarol também com 10 pontos, é eliminado pelo saldo de gols, com apenas 2, contra 6 do Flamengo e 4 do LDU.

 

Para completar o show de horror, a TV brasileira mostrou imagens de um torcedor do Peñarol imitando um macaco em direção a torcida do Flamengo, e circula na internet um ‘stories’ do Instagram de outro torcedor carbonero onde, em uma foto da torcida carioca, o mesmo colocou ‘emojis’ de banana e de macaco.

Pleno 2019 e ainda vemos atos racistas no futebol.

Lamentável.

 

O Peñarol entra para a Sulamericana, mas o próximo confronto é um super clássico contra o Nacional pelo Torneio Apertura do Uruguay.

 

Camila Carolina.