Empate e LUTO no majestoso

 

 

Neste domingo (26), às 16h00 de Brasília, São Paulo x Corinthians se enfrentam no Morumbi pela 11ª rodada do campeonato Paulista de 2017, mas o jogo truncado que acabou em empate (1x1), é assunto coadjuvante, a dor, a tristeza e as lágrimas não são pelo futebol e sim por Bruno Pereira da Silva.


 

torcedor-morre.jpg

Prática imprudente e comum no Morumbi torcedores pulam grade para trocar de setor Foto: Estadão Conteúdo

 

 

 

Qualquer pessoa que já teve a honra de assistir um jogo no Morumbi com certeza reparou nas dezenas de garotos que pulam de uma arquibancada para outra. Algumas pessoas podem até ficar sem entender o porque disso acontecer, e os motivos são mesmo diversos, vai de querer ficar perto da torcida organizado do clube até para encontrar um amigo que comprou laranja enquanto o outro pegou azul.

De fato é uma atitude imprudente, porém não é hora culpar um menino de 23 anos que estava realizando um sonho, tão pouco de culpar o clube pela falta de “segurança” o momento agora é apenas de dor e pesar para amigos e familiares de Bruno e de conscientização para tantos outros torcedores.


 

O MAJESTOSO

 

O Tricolor entrou em campo ciente do que precisava e desde o começo do jogo foi mais incisivo diante de um corinthians que jogava fechado, tanto que ao final da primeira etapa 62% de posse de bola era dos donos da casa.

 

Logo no início da segundo tempo do clássico, Maicon abriu o placar para o soberano.

 

maicon.jpg
Paulo Pinto / saopaulofc.net

 

Araruna cobrou escanteio, Cicero ajeitou de cabeça e o zagueiro subiu para completar 1 x O com direito a comemoração imitando uma galinha. O camisa 27 acabou levando amarelo, o árbitro entendeu que ele estava provocando a torcida adversário, (mas o detalhe é que o Majestoso foi de torcida única, só tinha torcedor do São Paulo no Morumbi).

 

Bola rolando novamente e a pressão Tricolor seguia, até os 18’ minutos quando Guilherme Arana Cruzou na área e a bola encontrou Jô livre para marcar de cabeça de cabeça, falha total da defesa do Soberano. O Jogo continuou truncado, Pablo que já tinha amarelo deu um carinho em Wellington Nem e o juiz marcou apenas falta quando na verdade o jogador merecia vermelho. Quem cobrou foi Maicon que bateu com força, mas Cássio jogou para fora, na sequência do lance Nem cobrou escanteio, Cícero tentou marcar, mas Pablo bem posicionado afastou a bola. Aos 40’ Jucilei cruzou mais uma vez Cícero foi na bola, mas a cabeçada forte demais acabou para fora  e aos 43’ foi a vez de Renan Ribeiro aparecer, Jô invadiu bateu forte mas o arqueiro são-paulino pegou. A última oportunidade de vencer o jogo surgiu quando Thiago Mendes encontrou Wellington Nem  no meio da área, mas o meia desperdiçou com um chute fraco.

Quando tudo já estava decidido no Morumbi o juiz resolveu aparecer novamente, deu o segundo amarelo para Nem acusando-o de ter deixado o braço em Camacho, o jogador foi expulso de campo aos 48’ do segundo tempo.


 

No fim das contas o 1x1 classificou o São Paulo, porém jogou o time para segunda posição do grupo B. Na próxima rodada a equipe comandado por Rogerio Ceni vai até o estádio 1ª de maio enfrentar o São Bernardo. Quem passou na frente do Soberano foi Linense que pega o Corinthians em Itaquera. Ambos os jogos na quarta-feira (29), às 21h45 (BSB), quem vencer fica com o primeiro lugar do grupo.

 

FICHA TÉCNICA


Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 25 de março de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 51.869 total.
Renda total: R$ 1.356.420,00. Renda líquida: R$ 973.031,14.

 

Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Eduardo Vequi Marciano


Cartões amarelos: SÃO PAULO: Cícero, Maicon, Araruna e Wellington Nem (2). CORINTHIANS Gabriel, Rodriguinho, Pablo, Jô e Maycon.
Cartão vermelho: SÃO PAULO: Wellington Nem.

GOLS:
SÃO PAULO: Maicon, aos 4 minutos do 2T.
CORINTHIANS: Jô, aos 18 minutos do 2T.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Araruna, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cícero; Wellington Nem, Luiz Araújo (Neilton) e Gilberto (Chavez).Técnico: Rogério Ceni

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana (Moisés); Gabriel, Jadson, Rodriguinho (Camacho), Maycon e Pedrinho (Léo Jabá); Jô. Técnico: Fábio Carille