EMPATE EM CASA PODE CUSTAR CARO PARA O ATLÉTICO

Ontem (15), pela terceira fase da Libertadores o Furacão recebeu o Deportivo Capiatá na Arena da Baixada e como já era de se esperar o jogo não foi nada fácil para o Rubro-Negro. A partida contou com duas viradas, seis gols e no final um 3x3 que pro Atlético não foi nada bom.

 

https://www.tribunapr.com.br/wp-content/uploads/sites/1/2017/02/LUCHOGONZ%C3%81LEZ-825x550.jpg?03526e

Foto: Daniel Castellano

 

Teve dois gols do Gedoz, teve Thiago Heleno na zaga, mas o que faltou ao Furacão na noite passada foi competência pra fazer um bom resultado. O empate teve um gosto amargo de derrota para a equipe Paranaense e os três gols marcados pelo time Paraguaio podem ser decisivos.

Na etapa inicial os anfitriões foram superiores, logo aos 19 minutos de jogo Felipe Gedoz abriu o placar de falta. O empate do veio aos 43 com Gustavo Noguera que aproveitou a falha na defesa do Atlético.1x1.

 

felipe-gedoz-marcou-de-falta-para-o-atletico-pr-1487204459292_615x300.jpg
AFP / Heuler Andrey

No início do segundo tempo a equipe de Paulo Autuori tomou o segundo gol, a defesa falhou e Néstor González guardou o dele virando para os visitantes. 2x1, a alegria dos paraguaios durou pouco, Felipe Gedoz aos 13 empatou o jogo, tudo igual novamente, 2x2. A reação Atleticana começou e o Furacão pressionou até virar, Pablo marcou o dele aos 39’ colocando a equipe Brasileira na frente 3x2, mas infelizmente o Atlético não conseguiu segurar o placar, mais uma vez Néstor González deixou tudo igual no Caldeirão. Final de jogo 3x3.

Agora o Rubro-Negro muda o disco e foca no clássico ATLEtiba do domingo (19), em duelo válido pela quinta rodada do Campeonato Paranaense.
A partida de volta contra o Capiatá, será na próxima quarta-feira (22), às 21h45 (BSB), no Estádio Deportivo Capiatá  e para se classificar para fase de grupos da Libertadores o time paranaense precisa vencer ou empatar com o um saldo igual ou superior a quatro gols, caso o jogo termine 1x1 ou 2x2 os paraguaios que avançam, já se for 3x3 a decisão será nos penaltis, o mais importante neste momento é os jogadores e principalmente os torcedores do Furacão não baixarem a cabeça e irem para cima do adversário, por mais difícil que seja conseguir o resultado no Paraguai um coração atleticano jamais deixa de acreditar.

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 3X3 DEPORTIVO CAPIATÁ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: 15 de fevereiro de 2017.
Horário: 21h45.
Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU).
Assistentes: Mauricio Espinosa (URU) e Richard Trinidad (URU).
Público e renda: 22.621 torcedores

Atlético: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Lucho González (João Pedro); Nikão, Felipe Gedoz (Rossetto) e Pablo; Grafite.
Técnico: Paulo Autuori.

Deportivo Capiatá: Medina; Jorge Paredes, Ortigoza e Néstor González; Carlos Bonet, Noguera (Peralta), Ledesma e Alexis González; Mendieta (Rubén Monges); Julio Irrazabal e Roberto Gamarra (Dionisio Pérez).
Técnico: Diego Gavilán.

Gol: Felipe Gedoz (CAP) aos 19/1ºT e 13/2ºT e Pablo 39/2ºT; Gustavo Noguera (DEP) aos 43/1ºT e Néstor González aos 9/2ºT e 43/2ºT.

Cartões amarelos: Sidcley, João Pedro, Felipe Gedoz e Grafite (CAP); Jorge Paredes, Aléxis González e Ramón Ortigoza (DEP).

Cartão vermelho: Jorge Paredes (DEP).

 

Por: VANUSA CAETANO. Por Deus, Pela Família, Pelo Atlético!