EMPATE INJUSTO

 

 

"O Ceará foi muito melhor no primeiro tempo, depois um pouco melhor no segundo. No geral, o Ceará foi melhor e merecia..."

 

"Foi um placar injusto na minha maneira de ver...”.

Não, não são falas de Lisca após o empate com o Santos na noite desta quarta, quem disse isso foi Cuca, treinador do Peixe.

Até o mais fanático santista reconheceria que o placar não foi justo pelo que foi visto em campo, imagine os Cearenses.

O Ceará fez sua melhor partida no campeonato até agora, iniciou o jogo já exigindo de Vanderlei, aos 4’ minutos Arthur já mandava com perigo a meta santista e Vanderlei já mostrou porque foi o único reverenciado pela torcida visitante quando entraram em campo.

Aos 14’, Juninho Quixadá em belo lance foi parado pela trave.

O Santos não apresentou perigo nenhum ao Ceará na etapa inicial, foi acuado pelo Vovô e a responsabilidade – bem cumprida – ficou nas mãos do arqueiro do Alvinegro Paulista.

 

Reprodução

Arthur em uma das suas melhores partidas infernizou a zaga paulista e obrigou Vanderlei a trabalhar, em um dos lances deixou para Calyson finalizar, o meia-atacante não aproveitou.

Esse entrou de titular na partida de ontem, não foi tão ruim, porém perdeu duas chances claras de marcar, o que comprometeu sua atuação.

O camisa 40 do Vovô estava impossível, aos 35’ quase marcou um golaço, após belo chute de fora da área que Vanderlei se esticou todo para defender.

 

Foto: Mauro Jefferson / Cearaas.com

Já era injusto terminar o primeiro tempo sem gols, mas...

No retorno para etapa complementar, os comandados de Lisca cansaram, porém permaneceram superiores, o peixe só veio aparecer aos 15’ da etapa final com Bruno Henrique que Éverson defendeu.

O professor mudou, tirou o morto Felipe Azevedo, que não fez nada, pior em campo, e colocou Leandro Carvalho, e promoveu a entrada do sumido Ricardinho na vaga de Juninho Quixadá.

Ricardinho sentiu os dias no banco e jogou bem, logo de cara fez boa jogada desperdiçada novamente por Calyson, esse deu a vaga a Luidy logo após.

Aos 32’ Arthur foi merecidamente coroado, Leandro Carvalho serviu seu parceiro de ataque, e o moleque não desperdiçou. 1 x 0 para o Vovô.

 

 

Foto: Mauro Jefferson / Cearaas.com

 

Injustamente, mas é aquele I N J U S T A M E N T E mesmo, 08 minutos depois, levamos o empate, a bola estava nas mãos de Éverson, não tinha nem zagueiro no lance, pois a redonda era totalmente defensável e seria com toda certeza, o mau olhado foi tão forte de alguns infiltrados no PV, que nosso arqueiro escorregou, e Jean Mota de peito igualou o marcador.

O Ceará ainda pressionou até os últimos instantes, mas não deu.

O elenco foi aplaudido, a entrega, raça, futebol que vimos ontem no estádio foi de encher os olhos de esperança e o coração de Fé.

 

Reprodução

A torcida vem fazendo sua parte, sábado estaremos novamente presente para te apoiar incondicionalmente.

A infelicidade de ontem foi insignificante diante do tanto que vocês lutaram, haverá partidas injustas, empates amargos, derrotas sofridas, não se abatam, nós não vamos desistir e acreditamos em vocês.

Até sábado...

Com muito amor e orgulho, Priscylla Lima.