EMPATE NO DUELO DOS ARTILHEIROS

 

Fotos: Omar Torres/Franck Fife/AFP)

Em um jogo onde o VAR foi o grande destaque da partida, Peru e Venezuela ficaram apenas no empate por 0 a 0, na tarde de ontem (15), na Arena do Grêmio.

O jogo tinha dois artilheiros em campo, Paolo Guerrero pelo lado do Peru e Salomón Rondón pelo lado da Venezuela. Ambos, exercem um grande papel de liderança em campo e são os destaques das equipes.

Os peruanos até balançaram as redes em duas oportunidades, uma em cada tempo, mas, "esbarraram" no Árbitro de Vídeo (VAR, na sigla em inglês): ambos os gols foram anulados por impedimento após checagem da tecnologia.

Apesar do empate, o técnico Rafael Dudamel se mostrou satisfeito com o desempenho, principalmente, pela expulsão do lateral-esquerdo Luis Mago, aos 30 minutos do segundo tempo:

"Gostei como lutamos por cada bola. Soubemos conduzir os minutos finais, em que tivemos um homem a menos. Jogamos com inteligência, sem nenhum ímpeto desmedido", disse o comandante da 'Vinotinto', em entrevista coletiva concedida na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, palco do jogo.

Sobre o próximo compromisso da 'Vinotinto', com a seleção brasileira, Dudamel não escondeu a reverência e fez muitos elogios ao adversário:

"Enfrentar o Brasil é enfrentar um dos melhores do mundo. Aproveitamos, jogaremos e aprenderemos muito. Fisicamente, são fortíssimos. Esse Brasil, modernizado, joga um jogo admirável", afirmou o técnico.

Com o resultado, as seleções somam um ponto cada, ficando à frente da Bolívia e atrás do Brasil (que conquistou 3 pontos).

A seleção venezuelana irá fazer a sua segunda partida do grupo, na terça-feira(18), só que às 21h30, contra o Brasil. O duelo irá acontecer na Fonte Nova, em Salvador.

 

FICHA TÉCNICA

Foto: Reprodução da Internet


 

Por Elluh Ferreira