EMPOGOOL!!

 

 

O foco era o Campeonato Paulista e o Santos resolveu poupar o time titular para a próxima quinta-feira (16), onde o alvinegro praiano entra em campo pelo segundo jogo da Libertadores das Américas, contra o The Strongest, na Vila Belmiro.

 

Com o time reserva, o  técnico Dorival Jr foi até o estádio 1º de Maio no ABC Paulista, encarar o São Bernardo. Uma atitude um tanto quanto arriscada, pois o time da Vila precisava vencer ou vencer.

 

Como diz o ditado: não há risco maior do que jogar sem arriscar. O peixe deu um baile no São Bernô e emplacou uma goleada por 4 a 1, com direito a hat-trick de Bruno Henrique.

 

O Alvinegro praiano chegou aos seus 13 pontos, atrás da Ponte Preta que é líder do grupo D com 15 pontos, e empatado com o Mirasol que joga hoje contra o Ituano. Uma derrota deles, mantém o Santos na zona de classificação.

 

 

A PARTIDA

 

O jogo começou quente. As duas equipes apostaram nos contra-ataques rápidos, já que a vitória interessava para os dois clubes, pois eles brigavam pela classificação.

 

Era um toma lá da cá, mas somente aos 19 minutos, Walterson explodiu  a bola na trave do Santos. Aos 23 foi a vez de Marcinho fazer o mesmo.

 

A resposta veio rápida, no lance seguinte Rafael Longuine recebeu cruzamento de Hernández e finalizou na trave. Bruno Henrique aproveitou o rebote e abriu o placar para o Peixe. Foi o primeiro gol dele com a camisa do Santos.

 

Foto: Ivan Storti – Santos Futebol Clube


 

O volante Geandro aproveitou escanteio e cabeceou no fundo da rede de Vladimir para empatar a partida.

 

Sabendo da necessidade de ganhar o jogo, o Santos foi ao ataque. Bruno Henrique foi lançado na esquerda e acabou sendo derrubado dentro da área. O juiz deu pênalti e ele mesmo bateu, Daniel defendeu, mas o atacante fez no rebote.

 

No segundo tempo, bastou dois minutos para o peixe ampliar o placar. Bruno Henrique recebeu o cruzamento de Hernández e livre, estufou as redes do São Bernardo, 3 x 1 Santos. Não há como negar, era a noite do maior investimento do Santos na temporada.

 

O jogo prosseguiu e o alvinegro praiano conseguiu anular os contra-ataques do Bernô.

 

Aos 30, Rafael Longuine fez mais um para o Peixão. A assistência de novo, foi de Hernández, que jogou muito bem na ponta direita. O Santos seguiu administrando até o fim da partida.

 

O time reserva fez aquilo que o principal não vem fazendo, jogaram com raça, se entregaram durante os 90 minutos, jogaram no estilo Santos. Sem comparações desnecessárias, o importante é o Santos e quinta tem mais.

 

Foto: Ivan Storti | Santos Futebol Clube

 

 

 

Carla Letícia