ESCÓCIA SAI DO MUNDIAL COM A CABEÇA ERGUIDA, SABENDO QUE FOI SÓ O COMEÇO PARA UM FUTURO PROMISSOR NO FUTEBOL FEMININO

 

 

Apesar do adeus ao Mundial da França, sem dúvidas esta Copa do Mundo foi uma conquista importante para o futebol feminino escocês. A Escócia leva a experiência de ter participado do seu primeiro mundial, sabendo que podem mais, muito mais e que esse, foi só o começo.

O único motivo para um sentimento de frustração, para as jogadoras e os torcedores, foi ter permitido o empate contra a Argentina, após abrir três gols de vantagem.

 

Foto: Twitter da Seleção Escocesa

 

"Compartilhamos a frustração, o desapontamento e a mágoa, mas com o tempo seremos mais fortes. Na reflexão a jornada, foi desafiadora e incrível, agradecemos todo o apoio - e crítica.

Nós continuaremos a inspirar", Shelley Kerr.

 

Para uma seleção que dois anos atrás não tinha nenhuma perspectiva para disputar um mundial, e muito menos o merecido reconhecimento para às mulheres no futebol, esta Copa do Mundo foi histórica, principalmente porque hoje os torcedores sabem ter muito orgulho por estas mulheres que defenderam o País com tanto ardor.

 

Sem dúvidas, este mundial foi só o começo, para um futuro promissor para o  Exército de Tartan no futebol feminino. Uma vez, que demonstram muita garra e personalidade em campo, tendo algumas jogadoras muito habilidosas e jovens, que com o tempo irão aprimorar mais ainda o futebol.

 

Foto: Twitter da Seleção Escocesa

 

No dia 30 de Agosto, começa uma nova jornada para a Seleção Escocesa, data do primeiro jogo da Escócia pelas eliminatórias para a Eurocopa de Futebol Feminino, à ser realizado em 2021.


 

Rosileide Ribeiro