Está em crise? Chama o Flamengo

Mais uma vez o Flamengo demonstrou fragilidade e deficiência no ataque, e foi derrotado pela Ponte Preta nesta segunda-feira (03) no Moisés Lucarelli. Com isso o Rubro-negro se mantém na sétima posição. Por conta da data FIFA, o próximo jogo do carioca é na próxima quinta-feira (12) em um clássico contra o Fluminense.

 

Imagem: Mercado do Futebol

 

Primeiro tempo

 

Primeiro tempo bastante chato, de pouca criação. Muito abaixo do esperado já que ambas as equipes precisam de um bom resultado pelo momento que estava vivendo. Com apenas uma chance de gol o Flamengo levou perigo ao gol da macaca aos 20’ em um cruzamento de Renê para o William Arão que jogou a bola pra fora.

 

Segundo tempo

 

A segunda etapa também não apresentou muita qualidade, mas foi um pouco mais agitada que a primeira. Aos 2’ em uma cobrança de falta de Lucca, Diego Alves buscou no cantinho e faz uma bela defesa.

 

Em resposta a macaca, aos 3’ Paquetá avança sozinho, ganha no corpo, mas manda por cima do gol de Aranha. Aos 7’, a Ponte conseguiu o seu gol Jean Patrick pegou de primeira e bateu livre. Diego Alves pulou atrasado e não conseguiu chegar à bola.

 

Rueda então resolveu mexer e aos 17’ tirou Márcio Araújo que tinha acabado de fazer uma falta perigosa e corria o risco de levar o segundo amarelo e tirou Geuvânio, colocando Gabriel e Vinicius Jr, respectivamente.  Porém aos 18’, em um erro de comunicação na defesa, Rever acabou cometendo o pênalti em cima de Lucca. Mas Diego Alves conseguiu fazer uma bela defesa (ISSO MESMO, UM GOLEIRO DO FLAMENGO DEFENDEU UM PÊNALTI).

 

Imagem: Flamengo Oficial

 

O jogo seguiu com o Fla tentando buscar o empate e a Ponte se defendendo. Até que aos 36’ a macaca ficou com um a menos, após uma entrada de Naldo, que tinha acabado de entrar em Vinicius Jr e recebeu vermelho direto. Pensa que as coisas melhoraram para o flamengo? Negado, continuamos sem dar um chute a gol e terminamos derrotados.

 

Após a partida o técnico Rueda falou sobre a partida e a tarefa de evitar a pré-libertadores

 

“Essa é a meta (evitar a pré-Libertadores). Saber que o nosso compromisso é com a vaga na Libertadores. Se a conseguirmos diretamente para os grupos, melhor. Mas temos que trabalhar e conseguir os resultados que nos posicionem melhor. A posição de quinto e sexto são difíceis. Temos que falar menos e trabalhar melhor.” Fonte: globoesporte.com

 

Destaque

 

Finalmente mostramos que temos goleiro. O goleiro Diego Alves fez duas excelentes defesas para o Flamengo. A primeira foi a cobrança de falta em que a bola já tinha endereço certo, mas o arqueiro rubro-negro mandou pra cima do gol. E a segunda foi à defesa do pênalti, coisa que não tinha acontecido esse ano. Ainda assim o goleiro não se mostrou satisfeito com a fase que o Flamengo vem passando e se mostrou incomodado

 

Os jogadores do Flamengo não estão satisfeitos com o momento porque sabemos que está um pouco embolado na parte superior da tabela. Mas não podemos perder de vista os nossos adversários. Uma derrota assim nos afasta um pouco. O nosso objetivo de momento não é pensar na Sul-Americana. Precisamos pensar só nos jogos do Campeonato Brasileiro, já que vamos ter tempo para trabalhar para a Copa Sul-Americana. Mas o objetivo é ficar entre os quatro primeiros para garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem”. Fonte: Sportv

 

FICHA TÉCNICA:

 

Data/hora: 02/10, às 20h (Brasília).

Local: Estádio Moisés Lucarelli, no Campinas (SP)
Árbitro: Igor Junior Benevenuto (MG)
Auxiliar 1: Marcio Eustáquio S. Santiago (MG).

Auxiliar 2: Celso Luz da Silva (MG)

4º Árbitro: Marcus Vinicius Junior (MG)

 

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Réver, Rhodolfo e Renê; Marcio Araújo (Gabriel), Willian Arão; Diego (Felipe Vizeu); Geuvânio (Vinicius Jr.), Lucas Paquetá, Everton Ribeiro.

Técnico: Reinaldo Rueda.

 

PONTE PRETA: Aranha, Marllon, Luan Peres; Nino Paraíba, Mendoza, Wendel, Jeferson; Elton, Lucca, Emerson Sheik e Danilo.

Técnico: Eduardo Baptista

 

Por Rayane Almeida