Estamos em mais uma final com direito a goleada e festa da massa!

Saudações Atleticanas “seus Galos Doidos”!

Depois de uma semana em êxtase pela vitória suada na Libertadores, o Galão da massa enfrentou o Boa Esporte, neste domingo (07), às 16h, pela semifinal do Campeonato Mineiro.

 

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2019/04/07/33682102978_cae3404acd_o.jpg

(Foto: Bruno Cantini / Atlético)

 

Depois do empate sem gols em Varginha no sábado passado, onde teve muito VAR atuando, hoje ele também não ficou de fora, e deu o ar da graça no primeiro gol marcado por Luan na primeira etapa. Luan aproveitou o cruzamento de Cazares e desviou para o gol, porém o árbitro Anderson Daronco foi chamado pelo árbitro auxiliar, Wagner Magalhães para observar uma falta do ataque alvinegro no lance, demorou quatro minutos para que confirmassem a anulação do gol. E teve mais VAR...

Aos 24 minutos Luan novamente marcou, VAR revisou o lance, mas dessa vez deu como legal o gol, para a alegria da massa atleticana. Elias ampliou aos 40 minutos depois de um ataque envolvente. No fim do primeiro tempo, aos 48 minutos, o zagueiro Victor do Boa Esporte marcou contra, e assim finalizou um primeiro tempo arrebatador do Galão.

O segundo tempo também começou no ritmo de gols. Apenas um minuto de jogo foi suficiente para o Galo ampliar. Geuvânio marcou seu primeiro gol pelo Atlético. O Boa até tentou, mas não conseguiu. Galo também perdeu várias chances de ampliar, e finalizou a goleada aos 29 minutos com gol de Vinícius, que dessa vez foi validado com a ajuda do VAR, após o bandeirinha anular. E assim terminou a goleada, 5 a 0 para a alegria dos quase 45 mil torcedores no Mineirão e milhões por esse mundão afora.

 

Luan, atacante do Atlético-MG

(Foto: Bruno Cantini / Atlético)

 

Com certeza a torcida tem feito toda diferença, como sempre, desde a decisão do Galo mandar jogos no Mineirão, o público tem sido excelente. Vale ressaltar as ações sociais que o Galo promove, cerca de 800 crianças e adolescentes de 17 escolas públicas de Belo Horizonte entraram em campo antes do jogo, fazendo uma bela festa juntamente com o mascote e a torcida.

E não poderia deixar de enfatizar os 400 jogos completados por Victor, que foi homenageado pelo presidente Sette Câmara, recebendo uma placa e uma camisa comemorativa. Marca que expressa toda sua importância para o clube.

O alvinegro volta a campo na próxima quarta-feira (10), às 19h15, contra o Cerro Porteño, no Paraguai. Jogo de suma importância para continuar vivo na competição.

O primeiro jogo da final do mineiro é no próximo final de semana, no qual vai enfrentar o Cruzeiro. As datas serão definidas pela Federação Mineira de Futebol. O Galo por ter sido o melhor colocado na tabela de classificação terá a vantagem de decidir diante da massa atleticana e jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols.

O maior campeão mineiro está em sua décima terceira decisão consecutiva do campeonato estadual, com muito orgulho, nós atleticanos queremos mais esse título. Que toda raça e vontade seja deixada nessa final, pois a torcida sempre faz sua parte. Que venha o 45º título mineiro.

#BicaBicudo

#EstamosEmMaisUmafinal

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO 5 X 0 BOA ESPORTE

 

Atlético

Victor; Guga, Réver (Leonardo Silva, aos 6’ do 2ºT), Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson e Elias; Geuvânio, Cazares (Vinícius, aos 7’ do 2ºT) e Luan (Chará, aos 23’ do 2º); Ricardo Oliveira

Técnico: Levir Culpi

 

Boa Esporte

Renan Rocha; Chiquinho Alagoano, Fernando Fonseca, Ferreira (Victor, aos 36’ do 1ºT)  e Tsunami; César Sampaio, Claudeci, Gabriel Vieira (Denis, no intervalo) e Kaio Cristian; Gindré (Jayme, aos 29’ do 2ºT) e Gustavo Henrique

Técnico: Cesinha

Gols: Luan, aos 24’, Elias, aos 40’, e Victor (contra), aos 47’ do 1ºT, Geuvânio, a 1’, e Vinícius, aos 28’ do 2ºT (ATL)

Cartões amarelos: Réver, aos 3’ do 1ºT (ATL); César Sampaio, aos 21’ do 2ºT (BOA)

Público: 44.981 torcedores

Renda: R$ 436.456,00

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro

Data e horário: domingo, 7 de abril de 2019, às 16h

Local: Mineirão, em Belo Horizonte

 

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA/RS)

Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA/PR) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)

Quarto árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)

Árbitro de vídeo: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA/RJ)

Assistente do VAR: Ivan Carlos Bohn (PR)

Supervisor do VAR: Almir Alves de Melo (SP)

Quality Manager (VAR): Cláudio Luís Silva de Freitas

 

Por: Angélica Sheila Moreira