Estamos há 75 dias sem vencer no Jaconi

 

 

O Juventude recebeu na noite de ontem (11) a equipe do Paysandu, invicta na competição. O time paraense veio com escalação mista, porque está preservando seus jogadores para a final da Copa Verde, que acontece no meio da semana. Mas essa precaução com os titulares não foi o bastante, mesmo assim o Juventude não conseguiu vencer a primeira partida em casa, pela Série B.

 

 

Arthur Dalegrave - Esporte Clube Juventude

 

 

 

No final do primeiro tempo o Paysandu abriu o placar, e foi o estopim para que a paciência dos torcedores findasse. Com muitas vaias e protestos, o time de Julinho Camargo foi pro vestiário. Mas ao que parece, a conversa com o comandante adiantou, no começo do segundo tempo, o Juventude já demonstrava certa evolução.

Contudo, a melhora considerável e até reconhecida por boa parte dos torcedores no apito final, aconteceu quando a equipe alviverde ficou com superioridade numérica. Aos 33 minutos do segundo tempo, o meia Alan Calbergue foi expulso, depois de um carrinho imprudente no meio de campo.

Então, o Juventude estava enfrentando a equipe mista do Paysandu com um jogador a mais, a lógica seria que a vitória aconteceria. Mas nem tudo é o que parece. Logo depois da expulsão, o subestimado Yuri Mamute igualou o placar. Ufa! O Juventude não iria terminar a rodada na zona de rebaixamento, porém, o que interessava era a vitória. Julinho Camargo e seus comandados precisavam mostrar pra torcida, imprensa e adversários que o time estava se encaixando, e que a batalha não seria contra o rebaixamento.

O desfecho não foi dos melhores, Fred, Ricardo Jesus e Yuri Mamute perderam as chances de virar o placar, e a arbitragem ainda sonegou dois pênaltis para o Juventude. O resultado favorável não veio, a vitória no Alfredo Jaconi não aconteceu, mas a equipe demonstrou garra, o que não era perceptível no Gauchão.

A pergunta que fica é: Será que agora vai? Ou será que essas características ficaram evidentes só porque o Juventude estava jogando contra uma equipe mista e com superioridade numérica? Ainda não sei as respostas, mas pretendo vir com uma bem otimista na próxima rodada. Quando o Juventude enfrenta o Criciúma, que ainda não somou nenhum ponto no Campeonato, em Santa Catarina. Que os Deuses do futebol iluminem o Juventude. Que Didico abençoe esta equipe. Que os bons resultados comecem a aparecer e que a Zona de Rebaixamento fique bem longe do Juventude.

 

 

Por: Carol Freitas