"Eu sempre te amarei": porque é nas derrotas que o sentimento se fortalece

Nas vitórias vibramos, pulamos, choramos de emoção, nas derrotas, as lágrimas se convertem em gotas de tristeza. Se nos bons momentos, o grito é de gol, de campeão, nas crises, o grito é de vou estar contigo sempre. Lógico que sempre surgem as cornetadas, mas isso faz parte das relações. O que seria do amor sem algumas DR's? O importante é que estaremos lá, sempre. Pelo Flamengo e para o Flamengo.

 

Não arredamos pé porque amamos não deixamos de apoiar porque acreditamos que uma hora, o time vai ressurgir e voltar ao lugar que lhe é devido ao topo. E o canto de “vamos Flamengo” sempre vai ecoar na garganta daquele que tem sangue rubro-negro correndo nas veias. Mesmo com times pavorosos, jogadores pernas-de-pau, sem raça, ou que não honrem a camisa, a certeza é apenas uma: o Flamengo é maior do que qualquer plantel, qualquer resultado ruim. Tuas glórias são maiores do que a crise.

 

Acreditando nisso que seguimos, levando as tuas cores no peito e no coração. Que nos faz parar para te assistir mesmo que a vitória seja quase impossível de se alcançar. Que nos faz esses teimosos torcedores que te seguem mesmo nas mais adversas situações.

E a nossa história sempre nos ensinou a acreditar no impossível, a esperar que o urubu-rei triunfe mesmo quando tudo parece perdido. Somos sonhadores, somos fanáticos, sonos rubro-negros.

 

E nem que seja para expressar nossa indignação, para protestar por raça, nós estaremos lá, porque sabemos que em algum momento as coisas irão melhorar e voltaremos a te ver brilhar, seja na terra, seja no mar.

 

É na crise que são forjados os verdadeiros torcedores, que o amor se fortalece em meio às lágrimas e aos gritos de protesto. É nos momentos difíceis que mostramos todo o nosso amor, o quanto representa para nós. Podemos até dizer que não nos importamos, mas na próxima partida estaremos lá, novamente, com o coração na mão, esperando que tudo mude e que estejamos lá para ver o Flamengo triunfar novamente. E enquanto a crise não passa estaremos lá, apreensivos, triste, mas sempre contigo.

 

Podem nos dizer que é só um jogo, que os jogadores nem sabe que existimos, que para eles tudo é apenas um negócio. Pode até ser, mas para nós, o Flamengo é a nossa paixão, nosso vício, nossa vida.

 

Foto retirada da internet


E como cantou o sambista Jamelão em 1955, os versos compostos por Billy Blanco, um rubro-negro de verdade sempre mantêm a devoção.

 

Quem é Flamengo me acompanhe,

Eu vou fazer minha oração

Um rubro-negro ganhe ou não ganhe

Deve manter a devoção

 

Camila Leonel