Favorito? Quem? Onde?

 

O Ceará foi o melhor time em campo, mas não fez o principal, gol, com isso no primeiro clássico - rei de 2017, mais uma amarga derrota para os Alvinegros.

 

Foto: Christian Alekson/CearaSC.com

O Ceará começou a partida mais bem posicionado, acertando passes e trabalhando bem a bola, com mais qualidade técnica o time comandado por Gilmar Dal Pozzo chegava com mais perigo ao gol, Magno Alves e Sandro assustaram o goleiro rival antes dos 10’ e aos 13’ parou um chute de Lelê. O Fortaleza foi se achando em campo e com a zaga bem posicionada parou todas as jogadas de criação do Vovô. 0 x 0 na etapa inicial.

Só no primeiro tempo foram distribuídos 06 cartões amarelos, 3 para cada lado, alguns com razão, outros nem tanto, mas seguiu o jogo, sabendo que a qualquer momento sairia uma expulsão do campo.

Retornaram sem modificações, mas com vontade de vencer, com algumas boas chances para os dois lados, as principais sendo do Mais Querido, Baggio teve a melhor oportunidade da partida vindo de passe açucarado de Magno Alves (O melhor em campo) e chutou por cima do gol.

 

Fonte: Globo Esporte

 

Aos 10’ da etapa complementar, Lelê simulou pênalti, levou seu segundo cartão amarelo e foi expulso do jogo prejudicando de forma incalculável a vida do Ceará, Clássico já é difícil, com um a menos então... E mesmo sem o time do Fortaleza agredir, o Vovô se fechou na defesa tricolor, sem necessidade.

Sabe aquela frase clichê: Clássico é decidido nos detalhes! E assim foi mais um, aos 20’ o garoto Gabriel Teixeira, após bola alçada na área e rebote de Everson, achou o gol, por sinal um golaço, e abriu o marcador para o mandante.

Gilmar colocou Alex Amado no lugar de Magno Alves, acredito que a saída de Magno foi pelo condicionamento físico do atleta que era disparado a referência do Ceará em campo. O Vovô até melhorou e passou a chegar ao ataque do adversário, mas sem a pontaria acirrada, não conseguiu nada além de mais uma derrota para o nosso pior rival que ainda teve um jogador expulso aos 44’ que não adiantou em nada.

A meu ver a expulsão de Lelê logo no início do segundo tempo foi crucial no resultado da partida.

Perder clássico? É horrível, que desse jogo se extraia onde temos que melhorar e que melhorem com urgência. Cada derrota é amarga, e cada resultado negativo atrasa os objetivos da temporada, que não será cobrada só em Dezembro quando não houver mais tempo, queremos dentro de campo, metade do que é visto fora dele.

E o que dizer de Robson de Castro que desde que assumiu a presidência não vence um duelo contra o F3C? A supersticiosa torcida do maior do estado está com motivos de sobra para não ter apreço pelo Senhor Querido Presidente.

Próximo jogo do Ceará será a estreia na primeira liga contra o América - MG em Belo Horizonte nesta quinta – feira (26) às 19:15 Horário de Brasília. Retorna as atenções ao campeonato Cearense, domingo (29) contra o Guarany de Sobral, na Arena Castelão.

Sem abaixar a cabeça e com muito orgulho de ser Alvinegra, Priscylla Lima.