Fechados com MITO

 

O Tricolor foi até à Arena Barueri na tarde deste Domingo (05), enfrentar o Audax pela primeira rodada do paulistão 2017 e acabou perdendo de 4x2 para mandante da partida, que mostrou que vem para mais uma vez ser muito mais que simples coadjuvante do interior.

 

 

Antes de a bola rolar!

 

A única vitória são-paulina foi o vazio nas arquibancadas e nos cofres do Audax, não pelo clube que é apenas um pequeno que vem se agigantando em São Paulo, o que é muito bom para a competitividade geral. Mas sim por causa do infeliz presidente da equipe, que está sempre incitando violência e dessa vez quis se aproveitar da estreia do Rogerio em solo brasileiro e colocou os ingressos da partida por um valor absurdo.

A união de TODOS os torcedores, organizados ou não, fez com que a partida ficasse com pouco mais de 2000 espectadores, maioria oriunda de brindes de uma promoção de supermercado e outros ingressos doados pelo próprio clube de Osasco.

Claro que o público fez falta, aquela vibração e incentivo para empurrar o time, faltou a palma da mão, o som que faz tremer a arquibancada, mas foi a consequências, o preço a se pagar para impor respeito e limites.

 fd_audxsp_0502-169-1024x476.jpg
Boicote é praticamente total e Arena Barueri fica as moscas - Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press


 

A partida

 

 

O time de Fernando Diniz estava evidentemente mais organizado em campo, não atoa abriu e ampliou o placar em menos de 10 minutos de jogo, primeiro com um chute no ângulo de Marquinhos após falha de Buffarini e Douglas, posteriormente o Audax fez uma linda tabela, e Pedro Carmona finalizou com maestria.

Aos 29 minutos ainda do primeiro tempo o time são-paulino acordou e mais uma vez graças aos estrangeiros, Cueva rolou a bola rasteira para Chavez que cara a cara com Felipe Alves não desperdiçou 2x1. Aos 36 o time do Morumbi chegou ao empate mais uma vez com Chavez, mas dessa vez o passe veio de R. caio. Aos 42 Cueva ainda tentou virar o jogo em cobrança de falta, mas a bola acabou no travessão.

 

 

Na volta do intervalo o Tricolor até parecia melhor, mas aos 9’ após cobrança de escanteio, Felipe Rodrigues subiu mais que todo mundo e cabeceou para o fundo do gol, vinte minutos depois Buffarini derrubou Gabriel Leite dentro da área o Arbitro Vinicius dias apontou pênalti, Carmona cobrou e fechou a conta 4x2 para o time de Osasco.

 

 

Os Méritos da partida são todos de Fernando Diniz, que deu continuidade ao excelente trabalho de 2016. Ao São Paulo basta acertar o coletivo e isso só acontecerá com o tempo, quanto mais jogarem junto, mais entrosamento e menos falhas vão surgir, ao torcer a única missão é apoiar e apoiar mais ainda, principalmente o técnico Rogerio Ceni, que tem crédito suficiente para que ninguém desconfie dele.

 

2508_crop_galeria.jpg
Rubens Chiri / saopaulofc.com

 

Na próxima rodada o tricolor enfrenta a Ponte Preta no Morumbi às 17hr00 (BSB) de Domingo, mas antes disso na quinta-feira o Soberano vai até São Luís do Maranhão, enfrentar o Moto Club pela primeira partida da Copa do Brasil.

 

 

Por Jéssica Nogueira Gonçalves – São Paulo eu amo você e a cada dia te quero mais!