FINALMENTE A TEMPORADA COMEÇOU. O ASSUNTO AGORA É: JOGO!

O período entre o fim de uma temporada e o início de outra é sempre repleto de diversos assuntos. As competições oficiais mal acabam e todas as atenções vão para o que diz respeito a contratações, renovações, desligamentos, entre outros fatores. Então vem a pré-temporada, e os primeiros trabalhos são observados para que o torcedor comece a ter uma ideia de como pode ser o ano do seu time. No caso dos gremistas essa situação não foi diferente. Com a boa 3º colocação no Brasileiro e a vaga direta na Libertadores, imprensa e torcida ficaram de olho em qualquer tipo de movimentação no início de ano do Grêmio.

Às vésperas dos primeiros jogos do Tricolor, pode-se citar três assuntos que foram destaque entre os gremistas: uniforme, Robinho e política. Na semana que antecedeu o amistoso entre Grêmio e Danúbio em Porto Alegre, a fornecedora de materiais esportivos do time gaúcho, Umbro, começou a divulgar detalhes do novo uniforme do Tricolor, que seria revelado no amistoso do último sábado. Porém, fotos das duas camisas do jogo vazaram na internet antes do jogo e viralizaram nas redes sociais relacionadas ao Grêmio, gerando as mais diversas manifestações da torcida, já que muitos torcedores acharam o design do novo uniforme “questionável” (só para constar: a autora do presente texto concorda que o manto do ano passado era mais bonito...).

Fonte: Siteguiadoboleiro.com.br

Passada a agitação sobre o uniforme, outro assunto surgiu entre os noticiários esportivos e pegou toda a torcida do Grêmio de surpresa: Robinho (sim, o do Santos) estaria interessado em disputar a Libertadores e o Tricolor gaúcho seria seu foco. A partir de então, várias possibilidades de negócio foram sugeridas através dos veículos de comunicação, desde busca de investidores até a formação de um plano de marketing. Vale ressaltar que o custo mensal com um jogador como Robinho foge totalmente da política estipulada pela direção de enxugar a folha de pagamento. Mesmo sendo o atleta um nome muito importante para a disputa do torneio continental (e o torcedor aguarda ansiosamente pelo anúncio de um nome para isso), o presidente Romildo Bolzan Junior descartou a possibilidade da vinda de Robinho para o Grêmio. Ao que tudo indica, o Santos teria conseguido um investidor para dividir o salário do jogador e o retorno para o clube que o revelou parece ser o destino mais provável de Robinho para a temporada de 2016.

Por fim, gremistas e torcedores de outros clubes foram surpreendidos no início dessa semana com o pronunciamento da CBF contrariando a realização da Primeira Liga, torneio no qual participam 12 equipes dos estados da região Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Uma vez que essa disputa representa um posicionamento dos clubes envolvidos diante das federações (lembrando muito o que foi o Clube dos Treze), mesmo com a reprovação nota oficial da CBF, a comissão organizadora garantiu a realização do torneio.

Com essa confiramação, o primeiro compromisso oficial do Grêmio em 2016 será pela Primeira Liga. O time gaúcho viajou para Chapecó, onde enfrentará nesta quinta-feira, às 21h45, o Avaí na Arena Condá, já que a Ressacada está em reforma. Visto que o Tricolor está envolvido em três competições nesse início de temporada, é bem provável que o time que entrará em campo seja o reserva. Dessa forma, a escalação ficaria com: Marcelo Grohe, Wesley, Rafael Thyere, Bressan, Marcelo Hermes, Edinho, Moisés, Ramiro, Lincoln, Pedro Rocha e Bobô. O grupo realizou na tarde desta quarta-feira o último treinamento antes de sua estreia, trabalho no qual praticamente se confirmou a formação dessa equipe para a partida. O treinador Roger Machado afirmou que a utilização dos reservas permite que todo o grupo se coloque em um mesmo nível técnico, uma vez que o grupo pretende dar a devida importância para todos os torneios que competir.

Fonte: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

De fato, a carência de jogos chegou ao seu fim. Aos poucos, assuntos como novos uniformes, possíveis contratações e questões políticas vão ficando em segundo plano. Com a volta das partidas oficiais, o torcedor gremista pode voltar a discutir sobre aquilo que tanto lhe interessa e que já faz parte do seu cotidiano: O jogo!

Por Cíntia Menzomo