FLAMENGO, TUA GLÓRIA É LUTAR

 

 

Já dizia uma título de um livro de auto-ajuda: "Quando termina é porque acabou", no dialeto popular, "só termina quando acaba".

 

Bem, qualquer uma dessas frases ou algo parecido poderia resumir bem o jogo de ontem entre Grêmio e Flamengo.

 

Enquanto está valendo, o jogo continua. Houve muito teste coronário para ver se os milhões de corações rubro-negro estavam mesmo com a saúde em dia. Um infarte diante daquela partida teria sido fulminante, fossem as chances claras que não entravam ou o empate no penúltimo minuto do jogo. Sim, porque se não for na raça, não é Flamengo.

 

 

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

 

Primeiro dia do mês, tradicionalmente, mais lento. Não é nem por questões de dias, porque é igual a qualquer outro que tenha também 31 dias. Porém a sensação de agosto é bem de Deus como já diziam outro clichê. No Rio de Janeiro, o temporal que invadiu a cidade, deixou a temperatura baixa, que parecia tão frio para carioca como lá em Porto Alegre, onde aconteceu o jogo. E por que estou falando disso? Só pra dizer, que naquele gramado aconteceu um incêndio que ferveu o sangue, afinal que jogão!

 

O time lá da Gávea entrou disposto a dar o seu melhor, e foi o que aconteceu. Tiveram erros bobos e teve jogador que nos fez perder a cabeça, mas no balanço geral, a equipe não se amedrontou diante da arena cheia. Os torcedores gremistas presentes até esperavam um nocaute dos donos da casa, mas no fim, Mosqueteiro também foi mordido pelo Urubu. Num momento melhor o Fla tomou o gol, mas ainda assim não se abalou e lutou até o último lance.

 

- Primeiro Tempo: houve um equilíbrio desequilibrado. Ambos tiveram a posse de bola em algum momento, e o tricolor teve quase o dobro de finalizações, e chegou ao gol no momento que sua visita se mostrava superior. Quase no final, aos 37 minutos, Luan fez um golaço. Quase a Lei do Ex, foi Léo Moura que começou a jogada que terminou no gol. De um lado o tricolor segurou a bola, já o rubro-negro chegou mais ofensivamente.

 

- Segundo Tempo: os cariocas voltaram ainda mais alertas. A derrota não era uma opção, e lutaram até o fim. Os números mostraram que o Grêmio manteve seu esquema, e viu o adversário dobrar e passar os donos da bola em número de finalizações. Ambos os técnicos fizeram suas substituições, mas foi o rubro-negro que conseguiu ser efetivo e empatou o jogo que parecia ganho nos acréscimos, Lincoln recebeu de Éverton que fez uma bela tabela com Renê. E assim terminou com tudo igual no placar.

 

Na visão torcedora, o placar foi injusto, afinal tivemos ótimas chances desperdiçadas seja pelo jogador, competência do goleiro deles ou até azar, aquele quase tão quase que até dói. Mas vamos falar sobre como na dificuldade construímos as coisas na raça. Sim, fazemos! Ontem aos 48 do segundo tempo, vimos um garoto mostrar a força de um homem, que mais uma vez mostrou que a base é forte! No mundo ideal da Nação, o Mais Querido voltaria para casa com a vitória, coisa que até podia ter acontecido, mas vai trazer na mala um empate com gosto de luta e garra.

 

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

 

O destaque vai para o nosso garoto Lincoln que balançou a rede no último lance. Foi aquela alteração de quem foi predestinado. Com o Henrique Dourado no banco, ele seria a escolha mais óbvia para uma substituição, mas quando é pra ser, nada tira o lugar da pessoa. O menino que entrou aos 31 do segundo tempo.

 

A expectativa ficou para cima do estreante Vitinho que também entrou na etapa final. Entretanto, o protagonista veio do Ninho do Urubu que comemorou como o ídolo criado em casa, seria o novo Imperador? Ou seria Mbappe, atual campeão do mundo pela sua seleção, seria um presságio do futuro, seleção ou mundial?

 

Brincadeiras à parte, cada um tem sua história para ser construída, e comparação não leva a lugar algum, mas ontem ele terminou levando uma nação bem na sua onda!

 

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

 

Ainda tem a partida de volta das Quartas de final no dia 15 de Agosto, no Maracanã. Porém como nem só de um campeonato se faz um calendário, o rubro-negro permanece em Porta Alegre para voltar a Arena e enfrentar esse mesmo time. Sim, será rodada dupla de Grêmio. No próximo sábado (4) às 19h00, então até logo tricolores. Os cariocas lideram o Brasileiro com 34 pontos, e tem na cola um vice com dois pontos a menos. Os gremistas estão com 27 pontos na quinta posição. A gente só precisa se concentrar na nossa parte e dar nosso melhor. Então vamos Flamengo!

 

Por Paula Barcellos