Fluminense volta ao Giulite Coutinho sem Ceifador

 

 

UM EDEMA NA VIRILHA TIRA O ARTILHEIRO DA PARTIDA CONTRA A CHAPECOENSE, NA SEGUNDA (3) ÀS 20H

 

 

unnamed.jpg

Foto: Site Fluminense

 

 

Para resolver o desfalque, Abel Braga tem duas opções. Colocar Pedro no lugar de Dourado ou Wellington Silva no ataque e adiantar Richarlison mais para a frente. Fora este revés, o time encerrou a preparação para o duelo na manhã deste domingo (2) e o elenco participou de atividades técnicas, finalizações e cruzamentos, e táticas, posicionamento.

O jogo marcará o retorno do Fluminense ao estádio, em Edson Passos, depois de quatro meses. E a notícia é boa no que diz respeito aos prejuízos tomados pelos jogos realizados no Maracanã, nas últimas rodadas, com um público abaixo do esperado.

Depois do treinamento, o zagueiro Reginaldo concedeu entrevista coletiva e falou sobre suas expectativas sobre a partida.

 

 

unnamed (1).jpg

Foto: Nelson Perez

 

 

“A gente começou bem o ano. A equipe teve um equilíbrio tanto no ataque, com um grande poder ofensivo, como na defesa. No início do Campeonato Brasileiro a gente teve uma oscilação, que é normal. Pudemos, nestas três últimas partidas, retomar este equilíbrio, que é o que temos de forte. A equipe também teve uma postura diferente nessas partidas, esteve mais encaixada e não deixou muitos espaços para os adversários, o que facilitou o trabalho do sistema defensivo” - comentou.

 

Em sua opinião, o adversário tem uma equipe qualificada e mesmo sem obter bons resultados na competição vai jogar com vontade de vencer.

 

“Penso que vão nos enfrentar com muita gana pela vitória, mas espero que não tenham sucesso. Vai ser um jogo difícil e por isso teremos que entrar com o nível de concentração bem alto, como fizemos nas últimas partidas. Também creio que temos que priorizar os detalhes, o que aumentará nossas chances de obtenção de mais uma vitória”, analisou.  

 

 

VISITA ILUSTRE

 

Nosso querido e eterno zagueiro do coração, Thiago Silva visitou o CT do clube no sábado (01) e foi muito carinhoso e gentil com todos. Conheceu as instalações e bateu papo com todos os jogadores, que estavam a treinar, e componentes da comissão técnica.

 

 

unnamed (2).jpg

Thiago Silva e Ceifador

Foto: Nelson Perez

 

 

Ao receber o manto sagrado personalizado ele agradeceu e perguntou, com um sorriso no rosto: “Não vou jogar segunda?”. Como não morrer de amor? Impossível.

 

Fontes: Site Fluminense FC / Gazeta Esportiva

 

Carla Andrade