FOI HORRÍVEL, PARECIA QUE ESTÁVAMOS NA FAIXA DE GAZA!

 

 

(Foto: Reginaldo Pimenta)

Acho que nem a Faixa de Gaza recebeu um bombardeio tão forte quanto o que recebemos do Flamengo nesta noite de quarta-feira (21). Se deu para contar as vezes que chegamos ao ataque? Deu... Se pôde contar nos dedos de apenas uma mão. Entramos em campo com força máxima, mas o povo do lado de lá entrou com o intuito de nos sufocar e massacrar e foi isso que fizeram.

Ainda tinham mais olhos voltados para o nosso jogo. Torcedores do Palmeiras também torciam por uma vitória nossa para que o grito de campeão deles pudesse sair ainda nesta rodada, mas não rolou (talvez essa "torcida" deles por nós é que nos tenha dado tanto azar).

O projeto G4 segue mais vivo do que nunca, mas esse tipo de derrota não se pode acontecer. Não se pode tolerar. O que está uma posição abaixo da nossa (no caso o São Paulo) está no nosso cangote com o mesmo número de pontos, porém com um jogo a menos. E agora? Ah, agora a gente dá aquela secada básica de torcedor para que os paulistas não nos ultrapassem e tornem nossa vida difícil.

Primeiro tempo do jogo só deu Flamengo. Deus do céu, o que foi isso?... Não fosse nosso Paulo Victor era gol atrás de gol tomado. Uribe fazia o que queria no meio da nossa defesa. Que falta fez o cachorro louco Kannemann para dar um "chega pra lá" nos flamenguistas. O menino estava endiabrado e até bola na trave colocou... Ainda vimos Paulo Victor fazer defesas mega importantes no chute de Pará e na cabeçada de Réver. Mas como eu disse, parecia que estávamos na Faixa de Gaza de tão intenso que foi o bombardeio do Flamengo para cima da gente. E quem tanto tempo, uma hora consegue.

(Foto: Globo Esporte)

Logo no início do segundo tempo, o endiabrado Uribe colocou o pé na bola em uma bola mandada para a área após cobrança de escanteio e abriu o placar no Maracanã (para nosso desespero). Faltando poucos minutos para o fim da partida, Geromel cabeceou, mas o goleiro impediu o que seria nosso gol de empate. E o castigo vem a cavalo? Vem através dos pés de Berrio.... ele que recebeu a bola, arrancou com velocidade e cruzou para Diego, que estava na área e selou a derrota tricolor.

O que foi isso gente? Foi horrível. Flamengo não tomou conhecimento do Grêmio e amargamos uma derrota fora de casa que não estava nos nossos planos. E assim, perdendo dessa maneira, nos mantemos no quarto lugar (provisoriamente) com 62 pontos, e sentindo o São Paulo fungando no cangote com os mesmos 62 pontos, mas com jogo a menos. O próximo compromisso tricolor é no domingo contra o Vitória.

 

Bora vencer Grêmio....

COM O GRÊMIO ONDE O GRÊMIO ESTIVER!

Por Adriene Domingos