Galo enfrenta Chape em busca da classificação na Copa do Brasil

Nesta quarta-feira (16), às 19h30, o Atlético-MG vai até Santa Catarina para o jogo de volta contra a Chapecoense pela Copa do Brasil. Na Arena Condá, o Galo precisa vencer o time da casa para passar de fase. O primeiro jogo, no Independência ficou em 0 a 0 e outro empate leva a partida para os pênaltis.

 

No primeiro jogo a Chapecoense se fechou na zaga evitando o gol.

FOTO: Bruno Cantini / Atlético

 

Na primeira partida, o Galo até dominou a partida, mas esbarrou na bem planejada e fechada defesa Chapecó. Nesses quase 15 dias, muita coisa aconteceu com as duas equipes. Com o Atlético, os acontecimentos até foram positivos se pensarmos nos altos e baixos que estamos vivendo desde o começo dessa temporada.

 

Em análise de Túlio Kaizer, para o Superesportes, o Atlético está entre as equipes que mais finalizou até agora na série A do Brasileirão e esse desempenho é favorável à equipe. Ainda de acordo com o jornalista, Larghi afirmou que está treinando bastante e resultados melhores virão quando começarem a acertar essas bolas. Isso é algo muito positivo para o time que precisa de gols para vencer a partida e não ter que decidir nos penaltis.

 

A virada, no último jogo do Brasileirão, contra o xará paranaense pode ter sido um incentivador para o grupo que vai até Chapecó nesta quarta. Porém, mais uma vez vivemos o mistério das decisões da comissão técnica, que já optou por um grupo reserva na Sul-americana, abrindo mão da continuidade na competição.

 

O apito fica por conta de Leandro Bizzio Marinho, assistido por Rogério Zanardo e Daniel Marques, todos da CBF São Paulo.

 

A escalação ainda não saiu e o que esperamos é o mesmo grupo que jogou contra o Atlético Paranaense entre em campo, ou pelo menos uma base desse time. Até porque, dessa vez os jogadores tiveram uma semana de descanso antes da partida de domingo e voltaram para a casa, treinando hoje de manhã antes da saída para Chapecó

Os relacionados são:


 

Pelas mulheres no futebol.

Por Anna Gabriela