Galo não poupa esforços e goleia historicamente por 7-2 o Villa Nova no Mineirão.

(Foto: Atlético MG/Divulgação)

Neste sábado dia 02/04, o time do Atlético MG estava bastante inspirado, numa tarde histórica, o time alvinegro não poupou esforços e nem gols contra o Villa Nova e carimbou de vez a vaga para a semi final do Mineiro;

Mineirão que já foi palco de uma goleada histórica por 7-1 na Copa do Mundo, hoje sediou mais uma vez e pelo mesmo placar. Com mando de campo do Villa Nova, o Atlético entrou à campo às 16 horas para enfrentar o Leão depois de perder no último domingo o clássico.

Robinho que estreou com a camisa do Galo no Mineirão, foi uma peça fundamental, o camisa 7 fez três gols e participou de mais dois para sacramentar a vitória do time alvinegro.

O Jogo

O Atlético MG iniciou a partida com o ritmo bem acelerado e logo aos 40 segundos do primeiro tempo, o goleiro Thiago Leal foi obrigado a fazer uma ótima defesa. Aos 51 segundos,  numa cobrança de escanteio de Robinho, o volante Júnior Urso desviou de cabeça para o fundo das redes, abrindo o placar para o Atlético.

O Atlético continuou pressionando o Villa, e aos 9 minutos Robinho quase ampliou o placar, na jogada que Marcos Rocha cruzou para Lucas Pratto, o argentino desviou de cabeça, Robinho dentro da área finalizou para fora. Aos 21 minutos, Douglas Santos cruzou para a área,  a bola desviou na defesa e obrigou o goleiro a fazer uma boa defesa, a bola ainda tocou na trave e sobrou para Robinho que não perdeu tempo e mandou a bola para o fundo das redes.

A defesa do Villa Nova deu um pane, aos 27 minutos em falta do ataque atleticano, o time rival tentou sair jogando rápido e acabou se atrapalhando, entregando a bola nos pés de Robinho, que chutou de cobertura, marcando o terceiro gol do Galo.

O Villa Nova até que tentava, mas o Atlético não dava espaço para ele jogar e aos 43 minutos, numa cobrança de falta de Robinho, o zagueiro Rafael Morisco em uma infelicidade ao tentar tirar a bola, acabou mandando a mesma para o fundo do gol, marcando assim gol contra.

No segundo tempo, o Atlético não voltou com a  mesma intensidade do primeiro, o Villa Nova que acelerou e o Atlético  viu em menos de dois minutos o Villa Nova marcar duas vezes

Aos 6 minutos, Mancini lançou Soares ao ataque, o atacante avançou com a bola dominada e aproveitou a saída do goleiro Uilson e tocou para o fundo do gol. Exatos dois minutos depois, Roger Guerreiro foi derrubado dentro da área, o árbitro assinalou a penalidade e Mancini foi para a bola, marcando assim o segundo gol do Villa.

Mas o Atlético MG voltou ao seu ritmo intenso do primeiro tempo e não deixou mais o Villa chegar e nem assustar, aos 10 minutos Marcos Rocha cobrou o lateral, a zaga não conseguiu tirar e Robinho mais uma vez estava lá, marcando assim o quinto gol do time atleticano e o seu  terceiro gol na  partida.

Aos 19 minutos Marcos Rocha foi derrubado na área, árbitro assinalou o pênalti, Lucas Pratto foi para a bola e não desperdiçou a oportunidade, chutou firme e forte  e viu a bola morrer no fundo das redes, fazendo assim o sexto gol do Galo.

Pratto mais uma vez apareceu, após falha na defesa o argentino teve categoria e driblou dois adversários e finalizou com categoria, marcando o sétimo gol do Atlético.

Assim o placar final foi 7-2 para o Atlético, um verdadeiro massacre e com essa vitória o Galo garantiu sua vaga para a semi final.

FICHA TÉCNICA

VILLA NOVA 2 x 7 ATLÉTICO

CAMPEONATO MINEIRO 2016 - 10ª RODADA

Data: sábado, 2/4/2016

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Júnior Urso (52 segundos/1ºT), Robinho (21 min/1ºT, 27 min/1ºT e 10 min/2ºT), Rafael Morisco (contra, 43min/1ºT), Soares (6 min/2ºT), Mancini (8 min/2ºT), Lucas Pratto (19 min/2ºT e 38 min/2ºT)

Árbitro: Igor Júnio Benevenuto

Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Sidmar dos Santos Meurer

Cartão amarelo: Clayton, Lucas Pratto, Leandro Donizete (Atlético); Tiago Baiano, Rafael Morisco, Soares (Villa Nova)

VILLA NOVA: Thiago Leal; Tiago Baiano; Thiagão, Rafael Morisco e Antônio Carlos; Luis Felipe, Marielson (Jhonatas), Mancini e Thiago Silvy (Roger Guerreiro); Soares e Fábio Júnior. Técnico: Wilson Gottardo.

ATLÉTICO: Uilson; Marcos Rocha, Leonardo Silva (Edcarlos), Tiago e Douglas Santos (Carlos César); Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso; Robinho, Clayton (Capixaba) e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre.

Eduarda Moreira