Galo vence o Flu por 5 a 2 e é vice-líder do Brasileirão

Neste domingo (10), o Galo recebeu o Fluminense no Independência e, depois de um primeiro tempo equilibrado, mostrou quem é o dono do terreiro. A vitória veio em um segundo tempo de um jogo cheio de gols. Do total foram sete bolas nas redes, delas 5 para o Atlético e 2 para o Flu.

 

FOTO: Flickr Clube Atlético Mineiro

 

Dentro da escalação que o ainda interino Thiago Larghi vinha colocando em campo, a principal mudança estava no meio, Tomás Andrade entrou no lugar de Luan que sentiu desconforto muscular durante a semana. Além dele, Fábio Santos também voltou depois de cumprir suspensão.

 

Apesar do Galo ter começado melhor a partida, o primeiro gol foi do Fluminense. Aos 28 minutos, após batida de escanteio, Gilberto subiu mais que todo mundo e mandou a bola no canto do goleiro Victor.

 

Pouco tempo depois, também depois de uma batida de escanteio, Leo Silva tentou deixar o seu e no lance seguinte, depois de assistência de Patric, o zagueiro deixou tudo igual de novo, aos 34 minutos.

 

E o primeiro tempo continuou eletrizante até o final. Um toma lá da cá. A virada do Galo veio aos 45, com golaço de Róger Guedes, o 7º dele no campeonato. E o mais que suficiente para a torcida gritar #ficarogerguedes, já que o jogador tem propostas da Arábia para o próximo semestre.

 

O empate do Flu veio logo depois, não deu tempo nem de comemorar direito, e o Galo, uma das zagas mais vazadas do campeonato, tomou o gol de empate. Aos 47 minutos, depois de falha de Patric, o tricolor Pedro deixou o seu gol no marcador.

 

Voltamos para o segundo tempo e dessa vez quem entrou melhor no jogo foi o Flu, levando perigo ao gol de Victor ainda nos primeiros 5 minutos de jogo. Em um cochilo da zaga atleticana, Pedro perdeu uma chance clara de aumentar o placar para o Flu.

 

Hora das substituições. No primeiro tempo, Leo Silva sentiu a coxa e foi substituído por Bremmer. No segundo tempo, Luan entrou, aos 14 minutos, no lugar de Cazares. E aos 39 minutos saiu Blanco para a entrada de Elias.

 

As substituições tiveram seus efeitos. Bremmer evitou alguns lances rápidos parando o contra-ataque tricolor. E Luan, como sempre, chegou para dar um gás para o time. Elias trouxe sua experiência em um jogo que Blanco esteve um pouco apagado em relação às partidas anteriores.

 

Aos 18 minutos, depois de escanteio batido por Luan, na sobra na área, Tomás Andrade aproveitou bem e marcou seu segundo gol profissional. Parece que o menino achou o caminho das redes. Mesmo com a virada, o torcedor ainda ficou apreensivo, principalmente por conta da reação rápida do Flu no primeiro tempo. Porém, dessa vez foi diferente.

 

Aos 41 minutos, Ricardo Oliveira, que vem treinando bater falta, depois da saída de Otero, deixou o seu gol. 4 a 2 para o Galo e o torcedor ficou mais tranquilo, com o menor risco de empate. E o grito final veio um pouco antes do apito do juiz, com mais um gol de Róger Guedes, para consagrar sua passagem pelo Atlético. 5 a 2 para o Galo doido da massa!

 

O Atlético terminou a rodada na ponta da tabela, como queríamos e esperávamos que fosse! Agora, mais uma vez, só a vitória nos interessa na quarta-feira (13), contra o Ceará — último jogo antes da parada para a Copa do Mundo de Futebol Masculino.

 

Vamos Galo!

Pelas mulheres no futebol.

Por Anna Gabriela.