Ganhamos dentro de campo, perdemos fora dele.

 

Na noite de terça-feira (11), jogando em casa pela 13º rodada da série b do nacional, o Brasil venceu o Oeste pelo placar de 3 a 1. Com gols de Júlio da equipe adversária, João Afonso, Rafinha e Marcinho representantes Xavantes. Com o resultado, somamos 17 pontos na tabela da Série B, ocupando assim a 11º colocação. O próximo confronto será na Sexta-Feira (14), também jogando no Bento Freitas, contra o Figueirense às 19h15 de Brasília.

 


(Foto: Jonathan Silva)

 

O JOGO:

 

O jogo começou equilibrado, com boas chances para os dois times. Logo no início Pitol já teve que mostrar serviço, e o porquê merecidamente tem que ser titular, pois era uma partida de ataque. Tanto Oeste como Brasil queriam a vitória! Elias, que assim como nosso goleiro, também tinha garantido seu lugar na escalação, aos 16 minutos foi substituído por Marcinho – que seria o nome do jogo – por conta de lesão. Aos 25 minutos, Julio marcou, 1 x 0 Oeste.

Mas a torcida não se calou! Sabíamos que podíamos mais. E não estávamos enganados, aos 37 minutos, após uma corrida espetacular de Marcinho pela esquerda, o jogador passou para Rafinha que rolou para João Afonso: GOL! Com uma bomba, o placar se igualava no Bento Freitas 1 x 1.

Após o intervalo, nada de voltar sentindo o cansaço da partida. O Brasil queria jogo! Aos 4 minutos Rafinha chegou antes da zaga e ampliou: 2 x 1! O time do Oeste queria recuperação, mas nossos jogadores estavam atentos e afastavam as tentativas dos visitantes. Aos 28 minutos, o que estava bom, melhorou. Wagner recebeu pela direita e cruzou, Marcinho antenado marcou o dele: 3 x 1! Dado 5 minutos de acréscimos, o Oeste ameaçou com uma bola na trave. Ao apito final o suspiro de alívio e a certeza de que Sexta tem que vir com a mesma fome de gol!

 

FICHA TÉCNICA:

 

BRASIL: Marcelo Pitol; Ednei, Leandro Camilo, Evaldo e Breno; Itaqui, João Afonso, Wagner (Wender), Rafinha (Nem) e Elias (Marcinho); Lincom. Técnico: Rogério Zimmermann.


OESTE: Felipe Alves; Daniel Borges (Kauê), Joilson, Leandro Amaro e Velicka; Wilson Matias (Jheimy), Betinho e Mazinho; Danielzinho (Lídio), Gabriel Vasconcelos e Júlio César. Técnico: Roberto Cavalo.

 

Gols: João Afonso, aos 37min1T, Rafinha, aos 4min2T, e Marcinho, aos 28min2T (B); Júlio César, aos 26min1T (O).

Cartão amarelo: João Afonso (B)

 

RESENHA:

 

Essa é a escalação! Nomes como Pitol e Marcinho precisam estar entre os titulares. Vale destacar também, a faixa de capitão no braço de Leandro Camilo. Acredito que seja por aí o caminho das vitórias e de boas partidas para a permanência na Série B.

A vitória não mudou a minha ideia – e a de tantos outros torcedores – sobre o comando do Xavante. Mas infelizmente é também do nosso conhecimento que essa vitória vai acalmar um pouco os ânimos e nada mudará a respeito. Ou melhor, mudou o que não deveria: Ainda na noite de Terça, Cláudio Montanelli (vice de futebol) confirmou sua saída do Brasil. Figura querida, de tantas histórias e momentos compartilhados juntos à Maior e Mais Fiel, fará falta.  Em entrevista declarou:

 

“Como vice de futebol eu tinha que ter afinidade com o treinador, vamos dizer assim, e não tive. Prefiro me afastar.” 

 


(Foto: https://zh.clicrbs.com.br)

 

É, Montanelli... Entendo-te perfeitamente! Obrigada por sempre ter respeitado a maior torcida do interior gaúcho como realmente ela deve ser respeitada. Guardarei as imagens das tuas vindas até a tela comemorar conosco nossos êxitos. Espero que um dia – quando a era RZ acabar – tu possa retornar. Que seja um até breve.

 

Por: GIOVANA BASTOS.