GANHOU, MAS CONVENCEU?

 

 

Ufa, Felipe Moreira caiu, a vitória veio, somos líderes. Mas a vitória convenceu?

Não, não convenceu – e estamos longe disso! Claro que a vitória é sempre uma alegria, afinal de contas o que interessa são os três pontos.

Pela sétima rodada a Macaca foi a Itu, enfrentar a equipe do Ituano. Sob o comando do auxiliar técnico João Brigatti, a equipe de Campinas saiu com a vitória de 1 x 0, com gol marcado pelo atacante Lucca, que ao lado de Pottker divide a artilharia com 4 gols.

 

17155873_1287471311300530_3607664220181288276_n.png

Foto: Facebook Oficial Ponte Preta

 

Em um jogo difícil de assistir, o que ficou marcado foi a comemoração de Brigatti no final da partida. O auxiliar mostrou que carrega a macaca no peito e não negou esforços, debaixo de muita chuva, foi comemorar com a torcida que estava presente. Ah sim, Brigatti foi aquele que estendeu a bandeira da Macaca no centro do estádio BOP (da outra equipe de campinas) em um derbi.

Questionado sobre uma possível efetivação, Brigatti disse que ainda tem muito que aprender e não pretende assumir um cargo de tanta responsabilidade.

Claro que a torcida se emocionou. A muito não se via uma dedicação assim. Identidade com o time é que esperamos do próximo treinador.

A lista é grande e a escolha do nome foi adiada para esta terça-feira.

Vadão e Vanderlei Luxemburgo aparecem como favoritos para assumir o cargo. Outros nomes como Jorginho, Kleina, Micale, Doriva, Ney Franco e Adilson Batista, aparecem na lista.

Vale lembrar que dentre esses, Jorginho seria bem-vindo por parte da torcida, mas ignorado por Sergio Carnielli, já que o treinador priorizou a Sulamericana de 2013 e o presidente de honra faz questão de dizer que ele foi o culpado pelo rebaixamento a série B daquele ano.

Temos também Doriva, que abandonou o barco e correu logo pro São Paulo, não aguentando meia temporada.

Já Kelina seria o técnico responsável pelo acesso a elite Nacional em 2011 e está em crise com o Goiás.

Por hora o que se espera aqui por Campinas, é que não tenhamos que engolir mais uma frustração. Claro que não esperamos um Guardiola, até porque nem ele daria jeito nessa maravilhosa equipe que temos.

Mas que seja um técnico seguro e que tenha identidade com o time e com a torcida. Chega de “professores” que a partida mal terminou e o cara já está escondido no vestiário – de cagão já basta nossa diretoria. Ah e vale lembrar também que a derrota e eliminação na Copa do Brasil, pelo poderoso Cuiabá, ainda não foi engolida!

 

 

Li Zancheta - Macaca de nascença, preto e branco é minha cor!

30 anos, alvinegra de coração! Salve Ponte Preta, TJP, SerPonte e Ponterror. Salve, salve nação da Maior do Interior!