GANHOU O CAMPEÃO DA LIBERTADORES DE 2005

O São Paulo foi até a Arena da Baixada nesta quarta-feira (21), enfrentar o Athletico-PR em jogo atrasado da 13ª rodada do Brasileirão 2019 e voltou para casa com mais três pontos. Agora a equipe paulista soma 9 jogos sem perder e 5 vitórias consecutivas. 

Sem Hernanes e Toró lesionados; Alexandre Pato recuperando-se de dores musculares e com Juanfran no banco de reservas, o técnico são-paulino escalou o time com Thiago Volpi; Igor Vinicius, Anderson Martins, Arboleda e Reinado; Tchê Tchê, Liziero, e Dani Alves; Raniel, Antony e Vitor Bueno. 

A primeira etapa da partida começou acelerada, o São Paulo não se intimidou e foi para cima do furacão. Os donos da casa também chegaram firmes para cima do visitante, mas nenhuma das duas equipes criavam chances reais de gol.

Aos 25’ Rony quase encobriu Volpi, mas o arqueiro foi mais esperto e ficou com a bola. O Tricolor respondeu quatro minutos depois com um chute de Liziero de longa distância, mas a bola foi por cima do gol. Aos 37’ foi a vez de Vítor Bueno pegar muito mal na bola e chutar de dentro da grande área para longe do gol de Santos. 

Menos de três minutos depois Bueno se redimiu! 

A jogada começou com uma bonita arrancada de Igor Vinicius pela direita, ele achou o autor do gol que antes de marcar tabelou com Liziero, recebeu rasteiro e estufou a rede!

Foto: Rubens Chiri - sãopaulofc.com 

 

Quase no fim da primeira etapa o árbitro, Daniel Nobre Bins, distribuiu um cartão amarelo para cada lado. O volante Bruno Guimarães por puxar a camisa do autor do gol e o lateral Reinaldo por falta no meia Nikão. 

Na segunda etapa do jogo os donos da casa continuaram pressionando enquanto o Tricolor Paulista se defendia e arriscava nos contra-ataques. A medida que o jogo avançava e os técnicos alteravam os times e colocavam mais fogo na partida. Aos 35’ Madson recebeu na grande área, mas o goleiro são-paulino já tinha decidido: QUE NÃO PASSARIA NADA!

Aos 42’ foi a sorte quem tirou a bola, Marco Ruben bateu de bicicleta e a bola saiu pelo lado do gol. Aos 45’ Reinaldo meteu um inacreditável futebol clube, Dani Alves passou pelo marcador achou o lateral que perdeu o gol. 

O camisa 10 do Tricolor reclamou muito de pênalti, mas arbitragem ignorou e não solicitou o VAR!!! 

O jogo seguiu até, incríveis, 55 minutos o que só prolongou os gritos de "aha, uhu, a Arena é nossa", dos são-paulinos no estádio. 

 

QUEM ASSISTIU? 

Os únicos que viram 100% do jogo foram os presentes na Arena da Baixada, já que nenhuma emissora de TV tinha permissão para passar a partida. Alguns torcedores que estavam na Arena até tentaram transmitir por meio das redes sociais, mas foram impedidos diversas vezes pelas plataformas. 

Em compensação as estações de rádio bateram recordes de audiência. A Bandeirantes, por exemplo, chegou a contabilizar 140 mil ouvintes! 

 

No próximo domingo o Tricolor embalado visita o Vasco em Januário, enquanto o CAP visita o Grêmio no Sul. 

Foto: Rubens Chiri 

 

FICHA TÉCNICA

(Informações site oficial do São Paulo Futebol Clube)

 

ATHLETICO-PR X SÃO PAULO 

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 21/08/2019 (quarta-feira)

Horário: 19h15

 

SPFC: Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Anderson Martins, Reinaldo, Tchê Tchê, Liziero (Léo, 38min/2ºT), Vitor Bueno (Willian Farias, 29min/2ºT), Dani Alves, Raniel e Antony (Juanfran, 42min/2ºT). Técnico: Cuca.

 

Gol: Vitor Bueno (12min/1ºT).

 

CAP: Santos; Léo Pereira, Wellington (Tomás Andrade, 35min/2ºT), Rony (Marco Ruben, no intervalo), Marcelo Cirino, Nikão, Adriano, Madson, P. Henrique, Thonny Anderson (Vitinho, 17min/2ºT), Bruno Guimarães. Técnico: Tiago Nunes.

 

Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)

Assistentes: Jose Eduardo Calza e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS)

 

Cartões amarelos: Bruno Guimarães (47min/1ºT); Reinaldo (47min/1ºT); Thonny Anderson (16min/2ºT); Wellington (25min/2ºT); Arboleda (26min/2ºT); Everton Felipe (48min/2ºT)

 

Público: 21.526

Renda: R$ 765.475,00

 

Por Jessica Nogueira Gonçalves