GIRA A CATRACA: NO CEARÁ SÓ DEU TIMÃO!

Na melhor atuação da temporada, Timão vence o Ceará e encaminha a classificação na Copa do Brasil

 

Grande noite do alvinegro paulista (Foto por Daniel Augusto JR./Ag. Corinthians)


 

Se alguém me dissesse, antes do início deste Ceará x Corinthians, que eu escreveria um pós-jogo tão feliz, eu provavelmente não acreditaria. Tudo, a princípio parecia conspirar contra: A partida teve que ser iniciada com 20 minutos de atraso por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade de Fortaleza na noite desta quarta-feira e inundaram o gramado, banco de reserva e outros setores da Arena Castelão.

 

É sabido que o Corinthians tem um histórico de grandes vitórias sobre o Ceará, mas também de um número quase igual de empates. A equipe nordestina gosta de dar trabalho e, pessoalmente falando, tenho memórias vivissimas do empate na Arena Corinthians pelo primeiro turno do Brasileirão do ano passado, que foi não só um empate qualquer, como um dos jogos mais horríveis do Timão que eu já presenciei nesses meus pouco mais de vinte anos.

 

A surpresa, porém, veio logo no início da partida. O Corinthians começou muito bem, marcando forte e querendo fazer gol, não a toa que logo aos 6 minutos o Ceará teve que fazer um pênalti para conseguir parar nosso artilheiro do amor. Leandro Vuaden, árbitro da partida, não marcou e mandou seguir o jogo. Como Deus é justo, no lance seguinte, Boselli levantou para Junior Urso poder marcar de cabeça e abrir o placar para o Timão.

 

O ritmo continuou muito bom, com um Corinthians mais consistente do que o comum nessa temporada e conseguido controlar bem as investidas dos donos da casa. Apesar de muito superior, o risco veio justamente de uma falha própria: Aos 20 minutos, Manoel acabou fazendo um pênalti em Luiz Otávio que foi convertido por Juninho. Com o empate, o Ceará até ensaiou um crescimento, mas nada que oferecesse tanto perigo.

 

Artilheiro do Amor, autor do gol que colocou novamente o Corinthians na frente (Foto por Daniel Augusto JR./Ag. Corinthians)

 

Já no segundo tempo, com a substituição de Boselli por Ramiro e Love mais centralizado, o Corinthians evoluiu ainda mais. Aos 17, Vagner Love, que fez uma partida impecável, deixou o seu e colocou o Timão novamente à frente no placar. Pelo futebol apresentado, ainda cabia mais e foi pra esse mais que Jadson, voltando de lesão, entrou no lugar de Sornoza: Relembrando os tempos áureos de “tite-taka”, o Corinthians iniciou uma troca de 26 passes, colocou o Ceará na roda e finalizou com um passe de Danilo Avelar para Jadshow fechar o placar da noite: 3x1, fora o baile. Menção honrosa para a Fiel Torcida que marcou presença no Castelão, cantou os 90 minutos e calou a torcida anfitriã.

 

Sem dúvidas, foi uma das melhores partidas do Corinthians neste 2019. A equipe, que já havia jogado muito bem contra o Santos no último domingo, se mostrou sólida, madura e muito bem treinada. A chuva, que a princípio poderia atrapalhar, já que os donos de casa estavam mais habituados com o campo, acabou servindo pra lavar e abençoar.

 

O jogo de volta, em Itaquera, acontece no dia 3 de abril.

 

Antes que eu me esqueça: Gira a catraca e pode dormir com essa derrota porque hoje, na tua casa, o alvinegro que deu o nome foi outro.

 

Vai, Corinthians!

 

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora graças a Deus!