GOLEADA COLOCA LIVERPOOL NAS SEMIFINAIS

Foto: Getty Images - UEFA

 

Dois times gigantes fizeram uma partida que prendeu a atenção durante os noventa minutos de um futebol muito bem jogado. Duas grandes camisas defendidas por homens aguerridos no combate. Para a tristeza do Porto, o trio de ataque do Liverpool estava inspirado e foi impiedoso para garantir a classificação para as Semifinais da competição. Esta foi a 12ª vez que Firmino, Mané e Salah marcaram no mesmo jogo pelo Reds.

O placar elástico faz parecer que o time inglês teve total domínio e não foi bem assim. Eles começaram num sufoco pela pressão contínua do Porto, que até os primeiros 26 minutos do primeiro tempo dominaram as quatro linhas. Só que o futebol é caprichoso e quem marcou primeiro foi Mané. O ritmo foi intenso até o intervalo e as equipes ainda fizeram boas tentativas para chegar ao gol.

Salah e Pepe durante o jogo

Foto: Getty Images - UEFA

O jogo esquentou no segundo tempo e aos 19 veio o segundo dos ingleses dos pés de Salah. A reação do Porto não tardou e foi Militão quem descontou, aos 22. Na sequência Firmino fez o terceiro, aos 31, e Van Djik fechou com o quarto, aos 38.

Com isso, o time de Jurgen Klopp agora terá pela frente o Barcelona, que venceu o Manchester United. Para ele, um confronto esperado. "É a primeira vez que vou jogar com o Barcelona em jogos oficiais, estou ansioso por isso", disse ele em entrevista coletiva depois do jogo. O técnico fez uma análise da partida.

“Sentimos alguns problemas, não muitos, mas marcamos nossos gols e tivemos outras grandes oportunidades. Precisamos do Alisson para fazer as defesas. Na segunda parte os níveis de energia do Porto diminuíram, por isso foi mais fácil para nós controlar o jogo. Sabíamos que eles não conseguiriam manter a pressão dos primeiros 30 minutos, por isso é que quisemos utilizar o Firmino e o Henderson da forma que fizemos”, disse.

A pressão inicial do adversário foi sentida pelo grupo e o avançado Mané disse que "Foi difícil mais o espírito da equipe é ótimo, nunca desistimos. O importante foi passar para as Semifinais. É uma sensação ótima", afirmou.

O goleiro Casillas e Mané

Foto: Getty Images - UEFA

O capitão Henderson fez um cruzamento perfeito para o gol de Firmino e explicou o lance no final do duelo. "Apenas tentei manter a bola e ser sensato, mas o Joe Gomez fez uma grande desmarcação pelo flanco. Vi duas boas desmarcações de Sadio e Bobby dentro da área e tentei cruzar na direção deles", disse.

Sobre o jogo, Henderson afirmou ter sido difícil, mas era isto que o elenco esperava. O Porto criou problemas, mas o grupo lutou desde o início.

“Eles tiveram algumas oportunidades e foi complicado para os rapazes, mas resistimos e continuamos a acreditar que podíamos marcar a qualquer altura. Os rivais foram incríveis, mesmo depois de estarmos em vantagem. Houve um grande ambiente”, avaliou.

Do outro lado, a tristeza do time português. O treinador Sérgio Conceição fez questão de destacar a qualidade técnica de sua equipe e a festa feita pelos torcedores, no final do jogo.

"A força que vem das bancadas provocou-me arrepios. Cumprimos o nosso papel na Europa. Os meus jogadores foram fantásticos. O Liverpool só fez quatro remates à baliza e marcou quatro, o que prova a qualidade da sua equipe. Merecíamos mais, o público merecia mais, mas deixamos uma imagem muito positiva do futebol português. A nossa Champions League foi fantástica, não podemos esquecer o resto da campanha. O Liverpool é uma equipe muito forte”, comentou.

 

Carla Andrade