Grande vitória para presentear todos os pais gremistas

Quem quiser definir o cenário criado na Arena do Grêmio na manhã deste domingo (14/08) como espetacular, tem todo o direito de fazê-lo. Os fatores que levam a essa conclusão são os mais diversos: ingressos esgotados ainda na metade da semana, um dia lindo de sol em pleno inverno de Porto Alegre e milhares de famílias que decidiram iniciar a comemoração pelo Dia dos Pais vendo seu time em campo. De qualquer forma, foi um domingo incrível para os gremistas.

A desconfiança após os empates sem gols com América-MG e Santa Cruz não foram suficientes para intimidar o gremista que acreditava na recuperação do time, mesmo com as ausências de Luan e Walace, ambos defendendo a Seleção Brasileira nas Olimpíadas. O Grêmio teve dez dias para se preparar o suficiente e adquirir confiança para encarar o sempre perigoso Corinthians. A disputa direta das duas equipes por um lugar entre os líderes do Brasileirão tornava o encontro ainda mais envolto de expectativa e responsabilidade para os mandantes do domingo.

O início do jogo demonstrou o alto nível que as duas equipes estão acostumados a executar taticamente. Com boas chances para os dois lados, os goleiros foram exigidos fortemente nos primeiros ímpetos dos adversários. Entretanto, foi o Grêmio quem conseguiu ser bem sucedido aos 16 minutos do primeiro tempo. Pedro Rocha driblou os marcadores rivais e executou um chute cruzado que se tornou indefensável para Cássio. Foi o suficiente para os mais de 50 mil Tricolores presentes na Arena explodirem em uma festa azul, preta e branca. A reação corintiana veio logo em seguida. Principalmente com bolas alçadas na área, a defesa gremista se fechou como podia para evitar o empate. O placar de 1 a 0 na ida para o intervalo não se mostrava como garantia de vitória, algo que deve ter sido o foco da orientação de Roger Machado na palestra antes do segundo tempo.

https://apaixonadas-por-futebol4.webnode.com/_files/200001462-dd9fdde9ca/Imagem%201%20-%20Gre%20x%20Cor.png

FOTO: Rodrigo Rodrigues / Divulgação Grêmio FBPA

Seja lá o que tenha sido ajustado na organização ou na postura do time de Porto Alegre, foi o suficiente para a equipe ampliar o placar aos 3 minutos da etapa complementar. O lançamento de Douglas foi preciso para Éverton, recuperado de lesão, entrar pela esquerda da grande área e chutar, não muito forte, mas fora do alcance do goleiro corintiano. A vibração que veio das arquibancadas era um verdadeiro misto de alívio e alegria pela boa atuação do time. A equipe do Corinthians parecia não se encontrar em campo após o segundo gol gremista. As substituições feitas pelo técnico Cristóvão Borges não surtiram efeito imediato, algo que proporcionou ao Grêmio fazer seu terceiro gol aos 16 minutos. Pedro Rocha foi novamente lançado em direção ao gol. Sem um tempo muito preciso no lance, a bola ficou com Cássio, que acabou a deixando escapar, diante de Miller Bolaños. Estava marcado o primeiro gol do equatoriano no Brasileirão.

A partir daí, a equipe gremista soube defender a reação corintiana e também perdeu algumas chances de ampliar. De qualquer forma, a comemoração pelo Dia dos Pais Tricolores estava completa. A propósito, comemorar essa data em sua casa tem se tornado um costume gremista. Foi no Dia dos Pais do ano passado, também na Arena, que o time aplicou a goleada histórica de 5 a 0 sobre o maior rival.

A vitória gremista levou o time a alcançar 35 pontos com um jogo a menos no Campeonato Brasileiro. A partida contra o Botafogo, válida pela 19ª rodada, foi adiada para o dia 4 de setembro. O próximo desafio do Tricolor Gaúcho será em Brasília no domingo (21/08) contra mais um adversário direto, o Flamengo. Será mais uma semana de trabalho para Roger ajustar o time, que não poderá contar com Edílson e Jaílson, suspensos. O que não se pode negar é que o reencontro com as vitórias já é um estímulo a mais para a equipe continuar aprimorando os trabalhos. Já para o torcedor, esse reencontro significou, no mínimo, um grande presente.

Por Cíntia Menzomo

Curta Blog Mulheres em Campo