HISTÓRICO!!!

 

 

CHAPECOENSE PASSA PELO O SAN LORENZO E ESTÁ NA FINAL DA COPA SUL-AMERICANA

 
 

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

 
 

A Chapecoense que representa o Brasil na copa Sul-Americana eliminou o San Lorenzo na semifinal, após o empate em 0 a 0, na Arena Condá, na noite desta quarta-feira (23). O gol marcado em Buenos Aires, no empate por 1 a 1, no primeiro confronto, deu a vantagem para o verdão do oeste, que agora está a dois jogos de pintar a América de verde.

 

A cidade de Chapecó estava em festa, tanto a torcida como os jogadores vivem uma grande ansiedade e expectativa, foram 21 dias de espera desde o primeiro confronto. Na verdade, o Brasil inteiro estava em festa, a chapecoense conseguiu torcida de todos os cantos do país, não importa o seu time, todos naquela noite torciam para a poderosa Chape.

 
 

A PARTIDA

 

Foto: Sirli Freitas / Especial

 

Como toda decisão o jogo começou pegado, a equipe da casa estava um pouco nervosa e a primeira chance foram dos argentinos, aos 19 minutos, Emanuel Más chegou pela esquerda e bateu cruzado, exigindo boa defesa de Danilo.

 

A resposta da Chapecoense veio seis minutos depois, a bola foi cruzada na área e, após desvio no meio do caminho, Thiego mandou para o gol, balançou as redes,  mas a arbitragem viu bem a posição irregular do jogador da equipe catarinense.

 

O primeiro tempo terminou equilibrado.

 

Na etapa final, o time do papa começou com mais gás, pois eles precisavam marcar, demorou apenas quatro minutos para dar um susto. Blandi, que havia entrado no lugar de Corujo no intervalo, viu Danilo adiantado e bateu quase do meio de campo. Por sorte, o goleiro da Chapecoense estava atento e conseguiu espalmar para escanteio.

 

A equipe catarinense começou adotar uma postura mais defensiva, por conta do empate que lhes garantia a vaga, porém,  o San Lorenzo não desistia. Aos 17, Mussis levantou na área, Más desviou de cabeça e a bola explodiu na trave.

 

Aos 28, mais um susto dos argentinos. Cauteruccio recebeu lindo passe de Angeleri e tinha tudo para marcar, mas Danilo saiu do gol e conseguiu abafar o chute..

 

O verdão do oeste resolveu reagir e mostrar quem é que mandava na arena Condá. Contando com a boa entrada de Lucas Gomes no lugar de Tiaguinho, conseguiu responder levando um pouco de perigo para a área dos argentinos.

 

Nos instantes finais, nova tentativa de pressão do San Lorenzo. Aos 48 minutos, Danilo fez uma grande defesa, salvou a última chance com o pé em cima da linha.

 

O apito final fez explodir uma grande festa na arena Condá, que agora verá seu time numa decisão de torneio internacional pela primeira vez.

 

SÃO DANILO

 

Foto: Sirli Freitas / Especial

 
 

É claro que todo o time da Chapecoense está de parabéns por essa vaga na final, porém a noite desta quarta-feira foi dele, Danilo, ou melhor, São Danilo.

 

Desta vez ele não pegou quatro pênaltis como no jogo contra o Independiente, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mas as defesas que garantiram o empate sem gols, colocaram o goleiro como um dos responsáveis pela Chapecoense está na final.

 

Com competência e um punhado de sorte. São Danilo vem fazendo história com a Chape.

 

O próximo adversário será o vencedor de Atlético Nacional e Cerro Porteño, que jogam nesta quinta-feira, em Medellín. A chape está preparada para receber quem for, que venha todo mundo, o time que veste verde não teme ninguém.

 
 

FICHA TÉCNICA

Copa Sul-Americana – Semifinal – Jogo de volta

Chapecoense 0 x 0 San Lorenzo

 

CHAPECOENSE (0)
Danilo, Caramelo, Willian Thiego, Neto e Dener Assunção; Josimar, Gil (Ségio Manoel) e Cleber Santana; Ananias, Tiaguinho (Lucas Gomes) e Kempes (Bruno Rangel). 

Técnico: Caio Jr.

 

SAN LORENZO (0)
Torrico; Angeleri, Coloccini, Caruzzo(Diaz), Emanuel Más; Mussis (Ávila), Cauteruccio, Corujo (Blandi), Ortigoza, Blanco; Cerutti. 

Técnico: Diego Aguirre

 

Cartões amarelos: Gil (C); Angelleri e Caruzzo, Blandi (SL)

Arbitragem: Daniel Fedorczuk, auxiliado por Miguel Nevas e Richard Trinidad (trio do Uruguai)

Local: Arena Condá, em Chapecó.

Público total: 17.569
Renda: R$ 569.940,00

Carla Sobrinho