HONREM A CAMISA DO CORITIBA, HONREM A NOSSA TORCIDA!

 

 

Torcida exibe faixa no Couto Pereira em 2015, protestos cabem na atual situação do Coxa. Foto: globoesporte

 

O Coritiba enfrentou na noite deste domingo (29) a equipe do Grêmio na Arena em Porto Alegre.Saímos de lá com uma amarga derrota por 2x0, o time do Coritiba não conseguia finalizar, perdido em campo acabou tomando um gol em cada tempo.

Após a partida a torcida já começou a se mobilizar na internet pedindo a saída de Gilson Kleina do comando técnico do time, e a saída do diretor de futebol Valdir Barbosa. Indignada, está é a palavra que define o sentimento do torcedor neste momento, precisamos de reforços e mais do que isso, alguém que saiba organizar o time em campo.

 

Torcida exibe faixa no Couto Pereira em 2015, protestos cabem na atual situação do Coxa. Foto: globoesporte



 

Como sempre, a mesma história no fim do jogo: “a equipe jogou bem”, “temos que melhorar”, mas, não vimos resultados dentro e muito menos fora de campo. O que está acontecendo ? Honrem nosso time, honrem a nossa torcida que NUNCA ABANDONA!

 

 
SOBRE O JOGO

 

A atuação neste jogo do Coritiba foi precária, com 65% de posse de bola, o Grêmio tomou conhecimento do Coxa e não deixou brechas para a equipe alviverde, e com o pressão, o Coxa acabou tomando o gol aos 40 minutos do primeiro tempo, Alan Santos tinha acabado de sair por contusão, na sequência da jogada o Coxa com um a menos acabou levando um gol de Everton. No segundo tempo quem marcou foi Luan, após Juninho e Everton se esbarrarem dentro da área, o arbitra Sandro Meira Ricci marcou pênalti para o Grêmio. Lance duvidoso, pois Juninho não fez falta em Everton, mas, o arbitro é um velho conhecido do Coritiba.

 

“É sempre difícil  para o Coritiba jogar contra esse arbitro” disse Rafael Marques.

 

A partida terminou assim, 2x0 pro Grêmio que é líder do Campeonato, o Coxa fica estacionado na 14° posição com 4 pontos. O clima não é bom, a paciência do torcedor chegou ao limite, neste ano foram 3 eliminações (Primeira Liga, Copa do Brasil e Paranaense), acho que está mais do que na hora da diretoria do Coritiba tomar postura, ou vamos lutar  pelo quinto ano seguido contra o rebaixamento. Gilson Kleina, com a mesma história de sempre, comentou sobre a partida:

 

“ Nós estamos passando por uma situação de perder jogadores. Mas, por mais que esteja em um momento ruim, mas que o torcedor no apoio. A cobrança é inerente, é da nossa profissão, é do futebol  Brasileiro. Mas a gente tem que se mobilizar para quarta feira. Não vamos jogar no Couto Pereira, vamos jogar no Durival Brito. Não existe jogo fácil, nós é que temos que transformar em facilidade para nós. E é trabalho, trabalho que a gente está fazendo. Eu entendo que as coisas vão encaixar, vamos fazer uma vitória para ter essa sequencia” disse.

 

O torcedor do Coritiba não precisa ser cobrado, pois está sempre no estádio para apoiar o time, nesta quarta feira (01) o time enfrenta a Chapecoense, no estádio da Vila Capanema (estádio que pertence ao Paraná Clube) pois o gramado do Couto Pereira está em reformas. Vai ser um dia onde o time irá sentir a pressão da torcida, ainda mais se a equipe perder, a pressão pela saída de Kleina será ainda maior.

 

Aguardamos os próximos capítulos…

 

HONREM O COXA!


Por Patricia Moro