INCREDIBILE VITTORIA!

Milan joga abaixo, mas vence o Barcelona por 1x0, com gol de André Silva, nos acréscimos.

 

Inacreditável. Essa é a melhor definição para a vitória por 1x0 do Milan sobre o Barcelona, pela Copa dos Campeões, na noite deste sábado, 4.

Escalado com G. Donnarumma; Calabria, Musacchio, Romagnoli, Rodriguez; Kessie, Locatelli, Çalhanoglu; Suso, Cutrone, Borini, o Milan entrou em campo com um tipo de jogo muito bem definido. Fechado na defesa para evitar algum grande estrago, a tática era tentar se infiltrar em alguma brecha do Barcelona e tirar vantagem de algum contra-ataque. Funcionou. Mesmo jogando em um nível abaixo do adversário, a defesa Rossonera e em especial Donnarumma, conseguiu segurar as investidas do Barcelona que atacou muito mais e se mostrou muito mais eficiente na questão ofensiva durante toda a partida. Não ter tomado um gol foi o principal mérito do Milan, já que o meio de campo se mostrou bem fraco e o ataque pouco eficiente nas chances que conseguia criar.

Jogando com seu terceiro uniforme, na cor preta, afim de divulgar a nova camisa e agradar o novo patrocinador, ação foi boa para o marketing do clube, mas péssima para quem assistia à partida, já que nas imagens aéreas os uniformes das duas equipes acabavam se confundindo.

Ao substituir quase metade do time em uma tacada só, Gattuso certamente não imaginava o que estava por vir. Entraram: Antonelli, Abate, Mauri e André Silva para a saída de Rodriguez, Calabria, Locatelli e Cutrone. E foi do banco de reservas que o milagre veio.

 

André Silva, o salvador da pátria

(Foto por Milan Oficial)

 

O juiz já tinha levantado a placa de dois minutos de acréscimo, o Barcelona havia acabado de perder boas chances de gol e a partida já estava com cara de que terminaria nos pênaltis, quando tudo aconteceu. O Milan passou toda a partida jogando por e apostando em um contra-ataque que aconteceu e terminou com Calhanoglu pela esquerda da área, em passe para Kessie. O meia fez tirou de dois defensores do Barcelona e tocou para André Silva, que bateu no canto e garantiu a vitória Rossonera.

Apesar de não refletir o que foi a partida, o resultado faz valer a eterna lei do “quem não faz, toma”. A Squadra Rossonera teve muita dificuldade com posse e controle de bola, cometeu erros bobos e o meio de campo praticamente viu e deixou o Barcelona jogar durante os 90 minutos. Tem muito o que melhorar, mas vencer é sempre bom.

O Milan encerra sua participação na Copa dos Campeões, mas ainda tem amistosos a cumprir antes do início do Campeonato Italiano. O próximo é no dia 10 de agosto, contra o RB Leipzing e, em seguida, no dia 11, enfrenta o Real Madrid pelo Troféu Bernabéu.

 

Tu sei tutta la mia vitta... Forza, Milan!

Por Victória Monteiro.