INTER EMPATA COM O PALMEIRAS NO BEIRA-RIO

Neste domingo (29), o Internacional enfrentou o Palmeiras, no Beira-Rio, pela 22ª rodada do Brasileirão. Com um tempo para a cada lado a partida terminou empatada.

O Inter foi a campo com a seguinte escalação: Marcelo Lomba; Heitor, Bruno Fuchs (Klaus), Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson e Nonato (Wellington Silva); Nico Lopez, Patrick e Rafael Sobis (Pedro Lucas). Com desfalques importantes, o técnico Odair Hellmann apostou nos jovens Bruno Fuchs e Heitor.  

O primeiro tempo foi de domínio colorado. Os donos da casa tiveram mais volume do jogo e boas chances de abrir o placar. Mas o gol só saiu aos 27 minutos. Nico recebeu a bola pela direita, passou por Felipe Melo e cruzou, Patrick subiu mais alto e abriu o placar. 

O Inter seguiu melhor depois do gol, mas foi pouco efetivo e perdeu a chance de ampliar o placar ainda na etapa inicial. Inter 1x0 Palmeiras.

Os colorados não voltaram bem para o segundo tempo. Com a vantagem momentânea no placar a equipe recuou e adotou a postura de “administrar a partida”. O Palmeiras cresceu no jogo e empatou aos 12 minutos com um golaço de Willian em falha da defesa colorada. 

Depois de sofrer o empate o técnico Odair Hellmann mexeu na equipe, sacou Nonato o colocou a atacante Wellington Silva. A leitura foi errada, sem Nonato o Inter perdeu o meio e cedeu espaços para o Palmeiras.

O torcedor colorado, que a essa altura já estava irritado, teve um déjà vu. Aos 36’, Bruno Fuchs, que fazia uma boa partida, sentiu e precisou ser substituído. Klaus entrou no seu lugar. E o zagueiro precisou de um lance para falhar. Klaus antecipou mal, William ganhou a dividida e a bola sobrou para Bruno Henrique virar o jogo. Mas o juiz anulou o gol após verificar no VAR toque de mão de William na origem do lance. O jogo terminou com um pontinho para cada lado.

(Foto: Ricardo Duarte)

 

A torcida do Inter está na bronca com Odair Hellmann, que no fim do jogo foi vaiado e chamado de burro. A insatisfação é pela insistência nos mesmos erros, como manter Uendel como titular, não variar o esquema tático, ter uma postura apática fora de casa e tantos outros que Odair ignora ou finge ignorar.

Com o resultado o Colorado caiu da quarta para a quinta colocação e está fora da zona de classificação direta à Libertadores de 2020. O Inter volta a campo no próximo sábado (05/10), contra o Cruzeiro, às 21h, no Mineirão.

 

Por: Ingrid Fochezatto