Invencibilidade X Tabu: Um dos dois acaba amanhã

 

Neste sábado(02), às 21hr de Brasília, o São Paulo entra em campo pela 9ª rodada do Brasileirão, com a missão de manter a invencibilidade no campeonato diante do Palmeiras. O Tricampeão do Mundo também vai lutar para quebrar o Tabu no Allianz Parque.

 



(Foto: globoesporte.com)


 

Desde que o novo chiqueiro foi inaugurado em novembro de 2014, o tricolor jogou lá 6 vezes e saiu derrotado em todas elas, mas graças a boa fase são-paulina isso pode mudar!

 

Quem joga!

 

Como de costume o treinador Tricolo fechou o treino na véspera da partida e não divulgou a equipe titular. Hudson e Militão, que estavam suspensos, voltam a ficar à disposição.

Aguirre não deve efetuar grandes mudanças e a provável escalação conta com:

Sidão; Militão, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Petros (Hudson) e Nenê; Marcos Guilherme, Everton e Diego Souza.

 

Entrosamento & Alegria

 

A boa sequência são-paulina tornou o ambiente mais leve e descontraído, tanto que as redes sociais dos atletas, estão cheias de vídeos, fotos e brincadeiras entre eles.

 


(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

 

A concentração e a busca pela vitória também são constantes, em entrevista à sportv, Petros aproveitou para falar sobre o bom momento e o tabu.

 

“Nosso foco principal é continuar, dar seguimento ao trabalho, com muita humildade sempre e felicidade, porque o momento em si é bom. Estamos preparados para fazer um grande jogo, mas temos um grande rival pela frente. Mas nosso momento é bom… Estamos bem, preparados e confiantes para reverter isso (o tabu) já no próximo jogo. Vamos em busca da vitória.”

 

Esta é a partida mais importante antes da parada para Copa, o peso de não vencer no estádio palmeirense é grande, e a torcida quer a vitória de qualquer forma e de todas as vezes em que o jogou lá está com certeza é a que o Tricolor tem mais chances de vencer.

 

A arbitragem da partida será de Rodolpho Toski Marques e os auxiliares serão Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos.

 

Por: Jéssica Gonçalves