Invicto só até pegar o Brasil, fim de papo!

 

 

Bota aí mais três pontinhos na conta do Brasil. Pontos conquistados diante do líder invicto da Série B do Brasileiro, na casa deles. A noite de terça-feira (20) reservou uma bela vitória por 2 x 1 para a equipe rubro negra. Com gols de Rafinha e Camilo, o xavante chega à marca de 14 pontos e ocupa a 5º colocação na tabela, coladinho no G4.

 

 

unnamed.jpg

Foto: Carlos Insaurriaga e Jonathan Silva

 

 

O JOGO

 

O frio de Caxias e a torcida adversária não conseguiram parar o Brasil. Mesmo com alguma pressão da equipe dona da casa, logo aos três minutos Martini já realizava uma boa defesa. Logo mais, tentaram pelos pés de Wallacer, mas não passou de um susto, pois quem abriu o placar, foi nosso camisa 10: Rafinha, aos 30 minutos, após bom passe de Lincom. Sem chances para o goleiro Matheus, o placar era de 1x0 para os visitantes.

Na etapa final, RZ colocou quem no lugar de João Afonso? Leandro Leite. Mas tudo bem, já foi um grande passo jogarmos pelo menos o primeiro tempo com outra escalação. E junto com essa mudança, veio a alteração no placar. A equipe da Serra igualou no 1x1. Após defesa de Martini, no rebote, Ramon desviou e a bola tocou em Evaldo e acabou entrando.

Marcinho entrou, e a superioridade do Brasil era notória. Mais uma vez Rafinha! Ele mandou na segunda trave e Camilo desviou para o gol: 2 x 1! A noite fria já nem era mais sentida pelos torcedores da Maior e Mais Fiel que estavam presentes no Alfredo Jaconi. Era só festa! E poderia não ter sido apenas dois gols, pois com um erro absurdo da arbitragem, Lincom e Marcinho pararam no caminho do que seria o terceiro.

O próximo confronto também é com time gaúcho: Internacional. Desta vez na Baixada, no próximo sábado (24), às 16h30.

 

 

RESENHA

 

Na última resenha ainda comentei o quanto esse jogo me assustava. Acredito que não só a mim. Quebramos a invencibilidade do líder, e ainda na casa deles. O futebol fascina por isso: Fomos gigantes! Que prazer poder ver atuações como a do Rafinha, do Lincom, do Marcinho. E também poder ver um primeiro tempo com mudanças que desde que o Leandro chegou ao Brasil não ocorreram: Ele no banco, sim. Dando espaço para outros jogadores mostrarem serviço. E que serviço! E o que falar do Wagner MITO? O cara é demais! É sabido toda rivalidade que temos com o Juventude, e ver um jogador vestindo a camisa de tal forma, faz a noite de qualquer rubro negro ficar mais engraçada. Sábado, diante do Inter, é Baixada cheia. Anti GreNal! Vamos Rubro Negro, com garra e com raça!

 

 

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 1 x 2 BRASIL DE PELOTAS

 

 

JUVENTUDE: Matheus; Vinícius, Domingues, Ruan Renato e Bruno Collaço; Fahel (João Paulo), Diego Felipe (Bruninho), Juninho (Caprini), Wallacer e Ramon; Tiago Marques. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

 

BRASIL DE PELOTAS: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Evaldo e Marlon (Breno); Itaqui, João Afonso (Leandro Leite), Bruno Lopes (Marcinho), Wagner e Rafinha; Lincom. Técnico: Rogério Zimmermann.

 

GOLS: Rafinha, aos 30min1T (B), e Leandro Camilo, aos 27min2T; Ramon, aos 14min2T (J).

CARTÕES AMARELOS: Fahel, Wanderson, Bruninho e Wallacer (J); Marlon, Wagner e Evaldo (B).

 

GIOVANA BASTOS.