Jogando como líder

Palmeiras foi a Brasília enfrentar o Fluminense como visitante e voltou  com três pontos na bagagem e com a liderança cada vez mais assegurada.

 

https://scontent-atl3-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14040008_10154462038859467_8175991769110692536_n.jpg?oh=d85b6df205af1669a1786815d7a21bba&oe=583835AD

FONTE: César Greco/Palmeiras

 

O jogo teve cara de jogo de líder do campeonato. Palmeiras apresentou consistência, em todos os 90 minutos de bola rolando. A equipe dominou a partida, adiantou a marcação em cima do Fluminense, atacou em jogadas trabalhadas, excelente toque de bola de transição das jogadas. Foi uma equipe completa em todos os pontos e conseguiu uma confortável vitória de 2 a 0.

O Palmeiras encarou aquela que é a melhor defesa do campeonato, mas não tomou conhecimento deste fato, afinal, foram dois gols feitos e nenhum sofrido. O primeiro deles feito por Dudu em falha do goleiro do Fluminense. O segundo gol foi anotado por Jean, em bate e rebate na área do Flu. Mais gols não saíram porque a trave estava lá e a sorte dos cariocas em tentar evitar um vexame.

Os gols saíram no primeiro tempo, mas o Palmeiras criou muitas oportunidades de aumentar o placar, dominou o jogo desde os primeiros instantes e terminou com a certeza de ser mais líder ainda. Apresentou futebol de respeito, digno de quem é líder do campeonato. Que siga assim nas próximas pelejas!

 

A volta de Gabriel e um meio campo de respeito

 

https://scontent-atl3-1.xx.fbcdn.net/t31.0-8/s960x960/14188479_10154462039424467_4707467829994376929_o.jpg

FONTE: César Greco/Palmeiras

Cuca surpreendeu a muitos quando escalou Gabriel como titular, mas não foi a toa. O treinador já havia dito que só voltaria a escalar o volante, quando ele estivesse em forma. Gabriel foi substituído na etapa final por Arouca, mas apresentou um excelente futebol. Ao que parece nosso pitbull está de volta!

Mas o meio campo do Palmeiras foi um espetáculo a parte na tarde de domingo. O trio formado por Moisés, Tchê Tchê e Gabriel apresentou um excelente futebol. Incisivos na marcação individual e eficazes na construção das jogadas.

O Palmeiras mostrou que, aquele que seria o elenco inchado para alguns é eficaz para o alviverde. O trio que estava funcionando muito bem perdeu no segundo tempo duas de suas peças: Moisés e Gabriel, que foram substituídos por Cleiton Xavier e Arouca. Nem por isso a qualidade do meio campo palmeirense caiu, o que mostra que as peças de reposições também são importantes e um diferencial da equipe.

 

A boa e velha academia de goleiros

 

https://scontent-atl3-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14051605_10154462041639467_5210583905027705444_n.jpg?oh=25254d4e41465037f243f87d81222b85&oe=583AEC28

Foto: reprodução internet

 

Nos preocupamos muito com a ausência de Fernando Prass, o goleiro ia muito bem na equipe e já possui status de ídolo. Sofremos mais ainda quando vimos o segundo goleiro não dar conta do recado, e, pelo contrário, cometer falhas prejudicais a equipe. Poderia o terceiro goleiro ser uma opção? Sim, afinal nosso terceiro goleiro está dando conta do recado e vem assumindo o posto incontestável de titular, ao menos até a volta de Prass, o que só deve ocorrer na próxima temporada.

Jailson teve uma atuação impecável na partida em Brasília. Se o jogo tinha uma total dominância alviverde, as poucas vezes em que o Fluminense conseguiu chegar ao gol palmeirense, Jailson estava lá e ainda protagonizou defesas brilhantes.

O goleiro não sentiu o peso de assumir as traves da famosa academia de goleiros, e que permaneça com essas atuações incríveis!

 

Festival de cartões amarelos

 

Foi um jogo muito truncado, faltoso e em alguns momentos muito violento. Foram distribuídos 11 cartões amarelos. Você não leu errado, foram 11 cartões e poderiam ser mais, mas o árbitro optou em primeiro tentar controlar os jogadores na base da conversa, o que não surtiu efeitos.

Embora tenha cometido menos faltas que o Palmeiras, o Fluminense cometeu mais faltas perigosas e violentas. Gabriel Jesus (pra variar) extremamente caçado em campo, saiu da partida até com a chuteira rasgada.

O Palmeiras volta a campo, pelo Brasileirão, em clássico contra o São Paulo em casa no feriado de 07/09. Antes disso, a equipe encara, no meio da semana, o seu primeiro duelo na estréia da Copa do Brasil, em busca do tetra!

 

Sempre avanti!

Por Marcela Permuy