JOGO PRA LÁ DE DOLORIDO, SE É QUE VOCÊS ME ENTENDEM

 

O São Paulo recebeu neste domingo (5), no Morumbi, o Clube de Regatas Flamengo para a partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor paulista vinha de duas vitórias consecutivas, diante do Botafogo e do Goiás, segue invicto no campeonato mas dessa vez só somou um ponto.

 

Foto: São Paulo FC

 

O que teve de falta nesse jogo não cabe nesse texto, até no hospital, jogador foi parar. Alexandre Pato, foi substituído ainda no início do primeiro tempo, o camisa 7 levou um tranco por trás de seu adversário Thuler, que foi advertido apenas com cartão amarelo, mas cá entre nós, era lance para cartão vermelho, Pato saiu de campo de maca direto para o vestiário e de lá foi encaminhado para o hospital.

 

O que resultou em uma contusão na região cervical. Com quadro de dor intenso, Pato terá que usar um colar cervical até que melhore. Não existe VAR a favor do São Paulo, só contra. Vimos o Igor ser expulso injustamente mesmo com o VAR no jogo passado e hoje vimos o juiz ignorar a pancada do Thuler no Pato e deu só amarelo. PIADA!

 

Foto: São Paulo FC

 

A partida foi intensa, o São Paulo entrou em campo mostrando que queria gol, mas foi o adversário que balançou as redes primeiro, Berrio abriu o placar aos 7’ do primeiro tempo, o empate só saiu aos 37’ da etapa final com Tchê Tchê, que aproveitou o rebote do goleiro do Flamengo e marcou o seu primeiro gol com a camisa tricolor. Terminou 1x1 no placar.

 

Não foi um dos melhores jogos do São Paulo, mas não dá pra negar que tiveram força de vontade, lutaram até o final, apesar de alguns erros individuais que atrapalharam um pouco a partida. O São Paulo de Cuca já demonstrou ser um time que vai alternar posições muitas vezes durante o jogo e nós torcedores, gostamos disso. Outro detalhe que cuca trouxe para nós foi à volta das jogadas ensaiadas e a linha de impedimento feita pelos jogadores.

 

Para o São Paulo, não foi um bom resultado. Jogar e empatar com o time reserva do Flamengo não era o que queríamos, mas, vale mais um ponto na mão do que três voando. Nossos próximos jogos são diante do Fortaleza e do Bahia, precisamos montar um bom foco, manter o objetivo de estar entre os três primeiros até a parada da Copa América e somar seis. AVANTE TRICOLOR!

 

Por amor ao tricolor,

 

Raiane Vieira