Juventude empata fora de casa na estreia da Copa do Brasil

 

(Foto: Quentes da Jaconera)

 

Na última quarta-feira (6) o Juventude foi até o interior do Tocantins para enfrentar a equipe do Tocantinópolis-TO, no Estádio João Ribeiro, em sua estreia na Copa do Brasil. Com uma vitoria por 2 gols de diferença o jogo de volta seria eliminado, mas a equipe alviverde conseguiu trazer para casa apenas um empate, Wallacer abriu o placar para o Verdão, e Pedro empatou para o time da casa.

 

No primeiro tempo o Juventude entrou melhor e logo aos 8 minutos já abriu o placar, quando Roberson recebeu na entrada da área, avançou para tentar buscar o gol, mas foi derrubado. O juiz marcou pênalti e na cobrança, Wallacer converteu, deixando o verdão com vantagem no início da partida. O Juventude conseguiu manter o jogo a seu favor até os 33 minutos, quando foi surpreendido por Pedro Panca, que desviou de cabeça e empatou a partida. Um minuto após sofrer o gol, Roberson quase marcou para a equipe alviverde, em chute cruzado.

 

No segundo tempo o Juventude até criou boas chances e aos 11 minutos, Pará fez jogada pela esquerda e tocou para Roberson. O atacante serviu Wallacer, que chutou de canhota em cima do goleiro. E aos 14 minutos, Pará cobrou falta e obrigou o goleiro a espalmar, com dificuldade. Aos 30 minutos, Roberson recebeu na frente e driblou o goleiro, mas avançou demais, perdendo o ângulo e a chance de finalizar. Quase no fim do jogo o Juventude ainda buscava desempatar a partida e aos 41 minutos, Roberson apareceu novamente na entrada da área. O atacante girou e chutou colocado, e mais uma vez o goleiro defendeu sem dificuldade.

 

Com o empate, a partida de volta será obrigatória e está marcada para o dia 26 de abril, no Alfredo Jaconi. Com o resultado não muito bom agora resta focar no Campeonato Gaúcho, o próximo jogo do Juventude será na terça-feira(12), contra a equipe do Ypiranga pelas quartas de final.

 

Escalação

 

JUVENTUDE

Elias; Duda, Klaus, Neguete e Pará; Wanderson, Itaqui (Felipe Lima), Dieguinho (Sassá) e Wallacer; Roberson e Bruno Ribeiro (Dionas Bruno).

Técnico: Antônio Carlos Zago

 

TOCANTINÓPOLIS-TO

Chad; Feltre, Gian, Élton e Filho; Izaquiel, Pedro Panca (Geovane), Sávio e Gama (Leonardo); Renato e André Leonel

Técnico: Neto Costa

 

ARBITRAGEM

Árbitro: Mayron F. dos Reis Novais

Auxiliares: Cicero Romão Batista Silva e Carlos André Pereira Sousa

 

por Fernanda Andreazza