JUVENTUDE FOI ELIMINADO, MAS HONROU A ESTRELA QUE CARREGA NA CAMISA!

Alviverde foi eliminado pelo Grêmio, na noite desta quarta-feira (29)

O único do interior gaúcho que sabe o peso desta taça

(Foto: disponível na internet)

O Juventude foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (29). O alviverde foi derrotado pelo Grêmio, pelo placar de 3x0, e deu adeus a competição. Agora é foco total no acesso à Série B!

Com um começo exemplar, o Ju foi bem, segurou o Grêmio e teve uma baita chance de abrir o placar logo no início, com Eltinho. Infelizmente, os deuses do futebol não abençoaram a partida, mas temos que reiterar mais uma bela Copa do Brasil do alviverde.

Subestimado, o Ju eliminou times de Série A e B jogando bonito. Aliás, como joga bonito o menino Juventude. Marquinhos Santos está fazendo um excelente trabalho com este elenco que era/é considerado mediano por muitos. O destaque positivo fica por conta dele!

O destaque negativo pode ser dividido entre alguns atletas. Vou começar por Eltinho. O lateral falhou nos dois últimos gols. O segundo foi inadmissível, ao invés de correr atrás da bola e marcar o atleta do tricolor, Eltinho ficou no chão pedindo falta. O juiz não marcou - afinal, não foi nada - e o Grêmio ampliou o placar. Lamentável!

No terceiro gol dos caras, novamente falha de Eltinho, numa jogada extremamente parecida com a que resultou no segundo gol. Faltou atenção! Em jogo decisivo ela é essencial!

Moisés, aquele que não nos surpreende quando vai mal. Afinal, esperamos isso dele. Mas, depois da ótima atuação de Aprile, quando o ex-Grêmio estava suspenso, me questiono o que faz Moisés ser titular. Ontem, em cinco minutos, Aprile foi melhor que Moisés que jogou os outros 85. Vamos rever essa escolha, Marquinhos!

Para fechar: Denner. Este me surpreende por fazer, mais uma vez, uma péssima partida. O camisa dez não honrou o número que carrega nas costas. Denner não acertou um passe, não criou, não chutou, não fez. Foi a decepção. Vejo que, depois que assinou com o Athletico Paranaense, o meia ‘tirou o pé’. Espero que seja uma visão errônea e que na próxima rodada ele me desminta.

Agora, vamos fazer valer a máxima defendida desde o começo desta fase da Copa do Brasil: o foco é o acesso! O Juventude está invicto na Série C, dentro do G4 e com chances, bem plausíveis, de chegar a liderança. Agora é foco total! Se jogar o campeonato brasileiro da mesma forma que jogou contra os times da Copa do Brasil, podemos contar com o acesso!

No próximo sábado (01), o Juventude recebe o Atlético Acreano no estádio Alfredo Jaconi. A partida é válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C e está marcado para às 18h.

 

Braian chegou ao Jaconi em janeiro deste ano

(Foto:Gabriel Tadiotto/E.C.Juventude)

Braian é titular porque hablas

Braian Rodríguez. 3 gols em 20 jogos. Uma média de 0,15 gols por jogo. Está bom pra vocês? Pra mim tá péssimo! Centroavante com uma média dessas é inadmissível.

Hoje, enquanto escrevia o texto e ouvia o programa Zona Mista, da Rádio Caxias, uma colocação me chamou atenção: “Braian Rodríguez não ataria nem a chuteira do Tiago Marques”. É isso! O camisa 17 tem que comer muito arroz com feijão para chegar aos pés dos últimos centroavantes - com C maiúsculo - que o Ju teve.

Já ouvi que “a bola não chega”, que “ele precisa de tempo”, que “ele precisa de alguém que crie”. Mas, acho que devemos pensar: “se no jogo decisivo da Série C dependermos do Braian, podemos contar com ele?”. Não né! Vocês sabem que não.

Paulo Sérgio também é limitadíssimo. Centroavante está em falta no Alfredo Jaconi. O que me conforta é que Osvaldo Pioneer comentou, depois do jogo, que pensam na contratação de um meia e um centroavante. Aleluia, irmão!

Goleiro é o profissional mais injustiçado do futebol?

Logo no começo da peleia, o Grêmio teve um pênalti a seu favor. Poderia ser o começo do fim, para o alviverde. Entretanto, o gigante Marcelo Carné - ala Victor - fez a defesa com o pé. Aliás, que defesa.

Mas, nem tudo são flores para quem carrega a camisa um. No primeiro gol, o guapo saiu errado e Vizeu converteu o primeiro. Do céu ao inferno!

Sempre tem um ou outro que gosta de julgar o jogador, especialmente o goleiro, por lances isolados. Vamos colocar a mão na consciência e perceber que Carné é um baita goleiro.

Cenas lamentáveis

Depois da derrota, uma confusão generalizada aconteceu em uma conveniência próxima à Porto Alegre. Torcidas de Juventude e Grêmio se excederam e partiram para a agressão.

O resultado foi lastimável. O alviverde Everton Morais de Souza, 37 anos, sofreu uma pancada na cabeça, durante as brigas. Segundo informações, ele estava apenas separando as confusões, e foi afetado pela má fé de algum indivíduo tricolor.

De acordo com informações extraoficiais, ele passou por cirurgia e, felizmente, tudo correu bem. Agora, espera-se que o torcedor reaja bem ao procedimento e não tenha sequelas.

Ainda sobre isso, quero ressaltar a proatividade do presidente Walter Dal Zotto Jr., que se colocou à disposição para identificar o responsável pela agressão. Segundo ele, a direção do Tricolor prontamente se disponibilizou a ajudar na busca.

Afinal, isso não é uma simples agressão. Segundo a legislação, é tentativa de homicídio.

 

Por: Carol Freitas