Juventude recebe o Atlético-MG para decisão pela Copa do Brasil

 

 

(Foto: Adaptada de Juventude Oficial)

 

Hoje é dia de decisão no Alfredo Jaconi, às 19h30 (Horário de Brasília) o Juventude recebe o Atlético-MG para a disputa do segundo jogo das quartas de final da Copa do Brasil. No primeiro jogo, no Mineirão, o Galo conseguiu a vantagem vencendo a partida por 1 x 0.

Para o Juventude o ano já está completo, com o objetivo de subir para a Série B conquistado o que vier agora é lucro. No último sábado (15) o Verdão perdeu dentro de casa diante do Boa Esporte, pelo primeiro jogo das semifinais da Série C, jogando com time misto o Juventude não conseguiu se impor muito bem e acabou levando os dois gols do jogo nos primeiros 5 minutos de jogo, isso mesmo, dois gols em 5 minutos. O gol da esperança alviverde veio somento aos 27 minutos do segundo tempo, ainda restava tempo para conseguir um empate, mas não foi o que aconteceu, com o terceiro gol do Boa Esporte anulado a partida se encerrou em 2 x 1 para a equipe visitante.

Já pela Copa do Brasil, no primeiro confronto entre Juventude e Atlético-MG, o Verdão se saiu bem na partida, superior em boa parte do jogo, uma bela atuação comparando-se tamanhas diferenças entre os dois times, ainda mais jogando fora de casa. Um dos maiores clubes do Brasil contra um clube que está voltando agora para a segunda divisão do brasileiro, muitos iriam pensar de cara que o Juventude tomaria um belo sufoco e não sairia do Mineirão com menos de um goleada, mas a história não foi bem assim.

Mesmo jogando bem e com bom dominio de jogo, não foi suficiente para marcar fora de casa, o que daria uma bela vantagem ao Juventude, mas o objetivo foi muito bem cumprido, com apenas um gol a favor do Galo ainda resta uma esperança para o time alviverde. Nesta quarta (19), jogando em casa o inacreditável pode acontecer, apesar do mal tempo será mais um jogo histórico no Alfredo Jaconi, que por anos não se viu.

Em um jogo desses não se pode poupar esforços, o avanço na Copa do Brasil é muito importante para o Juventude, que por muitos anos foi quase esquecido, desmerecido por estar na terceira e até na quarta divisão. 2016 é o nosso ano, e temos tudo para continuar firmes e fortes na Copa do Brasil, basta acreditar.

por Fernanda Andreazza