Juventude sofre quatro gols e perde a liderança da Série C

Alviverde foi até Erechim enfrentar o Ypiranga e voltou para Caxias do Sul com o amargo gosto da derrota

 

Depois de quase cinco anos, Juventude foi derrotado pelo Ypiranga

(Foto: Arthur Dallegrave / E.C. Juventude)
 

O Juventude foi até Erechim, na noite desta quinta-feira (20), enfrentar o Ypiranga pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Com gol de Eltinho, o alviverde saiu na frente, entretanto, sofreu quatro tentos do adversário e volta para Caxias do Sul com o amargo gosto da segunda derrota no campeonato.

Como esperado, o técnico Marquinhos Santos fez apenas uma alteração no time titular, Vidal no lugar de Lucas Mota. Sendo assim, a equipe foi a campo com: Marcelo Carné; Vidal, Genílson, Sidimar, Eltinho; Eltinho, Rafael Bastos e João Paulo; Breno, Dalberto e Bruno Alves.

O time da casa, por sua vez, entrou em campo com oito desfalques. Diante disso, a expectativa era de superioridade do Juventude, que estava com força máxima.

Visão correta e concretizada. Aos 16’, Eltinho cobrou falta próxima a área. Com perfeição, o lateral-esquerdo mandou para dentro da meta, sem que ninguém tomasse conhecimento da bola. Placar aberto. 1x0 para o Juventude. Agora era só manter, né?

O Ju seguia esse raciocínio, preocupava-se mais em manter do que ampliar. Até que, aos 43’, Sidimar se confundiu, achou que estava jogando vôlei e meteu a mão na bola, dentro da área. Pênalti indiscutível para o Ypiranga. Jackson, artilheiro da Divisão de Acesso, na cobrança. Marcelo Carné não conseguiu fazer a defesa. Tudo igual. 1x1. E fim de primeiro tempo.

Na volta do intervalo, os comandados de Fabiano Daitx voltaram com fome de gol. Marco Antônio tentava a virada de toda forma. Entretanto, para a sorte dos alviverdes, não tinha sucesso nas finalizações.

Não bastasse a pressão do Canarinho, o Juventude também ficou com um a menos. Vidal levou o segundo amarelo, depois de cometer falta, e foi para o chuveiro mais cedo.

A vitória, que parecia fácil devido ao número de desfalques da equipe da casa, ficava mais difícil e o empate tornava-se um bom resultado.

Marcelo Carné operou milagres enquanto pode, mas não conseguiu segurar João Vitor, depois de uma bobeada da zaga alviverde. 2x1 para o Ypiranga. O ponto fora de casa ia por água abaixo e o Juventude conhecia o gosto da segunda derrota.

A equipe não tinha nem assimilado a virada, quando sofreu o terceiro gol. Marco Antônio deixou o dele e ampliou a vantagem para o time de Erechim. 3x1 e gritos de “olé” da torcida do Ypiranga.

A porteira abriu. Jackson marcou mais um: 4x1. Parecia um time de várzea em campo. Aposto que nem o mais otimista torcedor do Canarinho imaginava fazer QUATRO gols no líder Juventude. Antes da partida, o alviverde tinha a melhor defesa. Entretanto, além da derrota, a equipe também perdeu a liderança e o status de melhor defensor.

Acabou por aí. 4x1 e a vice-liderança.

 

Derrota com méritos

A verdade é que o Juventude foi o único responsável pela derrota. O acúmulo de erros infantis fizeram com que o alviverde merecesse a virada. Pelo lado positivo, pois sempre há, devemos considerar que é melhor perder agora, na fase de grupos, do que nos mata-matas. Na segunda etapa da competição, erros não são aceitos!

Agora, Marquinhos Santos terá que conversar com seus comandados, fazer com que coloquem a cabeça no lugar e repensem algumas falhas, para que não se repitam. O Juventude que jogou o segundo tempo deste jogo NÃO pode entrar em campo novamente!

Por fim, gostaria de aproveitar o espaço para elogiar o belíssimo trabalho de Fabiano Daitx. Depois de recuperar o Ypiranga, na Divisão de Acesso, conquistar o acesso e subir com o status de campeão, o comandante também realiza um exímio trabalho na Série C. O Canarinho adentrou a zona de classificação mesmo com OITO desfalques, derrotando o LÍDER. De goleada. Isso se deve ao trabalho do comandante. Exemplar!

 

Próxima partida

O Juventude volta a campo na outra segunda-feira (01), diante do Luverdense, no estádio Alfredo Jaconi. No primeiro turno, as equipes empataram em 0x0, em Lucas do Rio Verde.

Para esse jogo, o técnico Marquinhos Santos não poderá contar com Sidimar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Para o lugar dele, Diego Ivo e Victor Sallinas são opções.

Com a derrota de hoje, o Juventude tem OBRIGAÇÃO de derrotar a equipe matogrossense.

 

Por: Carol Freitas