LÁ SITUÁCION ESTA UNA MIERDA, OUTRA VEZ!

 

(Foto: Sport Club Internacional)


 

Nesta quinta-feira (07), o Internacional foi ao estádio do Castelão enfrentar a equipe do Ceará pela 31ª rodada. A partida ocorreu  ás 19:30h, horário de Brasília. O clube gaúcho que não pôde contar com Marcelo Lomba e Nico Lopez, ambos suspensos. O atacante que jogou o greNAL até o juíz praticamente implorar pelo seu cartão e a suspensão. Zé Ricardo pôs a campo sua quarta escalação diferente, em sua quarta partida no comando.

O Colorado entrou em campo mais do que nunca precisando vencer a partida, levando em consideração os resultados paralelos da rodada que não foram nada positivos, mas todo colorado soube desde sempre que existe uma cláusula no estatuto do clube que diz "toda vez que o Inter precisar somente de si mesmo para vencer, ele perderá." E foi assim, e foi até justa sua derrota, pois o Inter que entrou em campo não merecia levar para casa os 3 pontos.

O futebol do Colorado já entrou de férias há mais de um mês quando perdeu 4 jogos de muita importância, e dentro destes um título expressivo.

O time cearense marcou exatamente aos 41'1T com Tiago Galhardo e aos 41'2T com Mateus Gonçalves, fechando o placar final da partida em 2x0, já o querido Colorado conseguiu em mais de 90 min ter 2 - D U A S - oportunidades de gol, 2 chutes a gol em um partida inteira de futebol, o resumo de um time que não quis e muito menos mereceu vencer.

Mais uma derrota na lista, mais uma queda na tabela, mais uma oportunidade perdida de colocar a gurizada jogar enquanto o torcedor foi obrigado a ver entrar em campo Rafael Sóbis, que há muito tempo já foi ídolo e mereceu todo e absoluto respeito e reverenciamento por parte da torcida, mas que nesta passagem trabalha carinhosamente para manchar tudo que fez. O mesmo Rafael Sóbis que se levantou aos 30'min de um greNAL, virou as costas e dirigiu-se sozinho ao vestiário, e é exatamente isso que vem sendo feito com o torcedor que nunca deixa de apoiar e acreditar. A cada nova partida tem sido lhe dada às costas, tem se virado e ignorado tudo que nós passamos por esse amor. Não há um pingo de respeito da instituição em um todo com sua torcida, outra vez uma partida vergonhosa, sem brio, sem indignação, sem o mínimo poder de reação, quando outra vez se viu somente um jogador minimamente com o olhar frustrado em campo e outra vez foi Victor Cuesta.

Nessa temporada certamente nossa maior conquista foi ter atingido os 45 pontos e ficar longe de uma zona de rebaixamento  e foi a isso que reduziram o Sport Club Internacional, a pequenez de um time que fica contente por estar longe de um z4.

O Inter entra em campo pela 32ª do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (10), no Beira Rio, e eu já nem sei mais o que esperar.


 

Jéssica Salini