LAR DOCE LAR

O Bahia vence o Brasil de Pelotas dentro de casa e pega embalo nessa reta final de série B.   

 

                                                     

Fonte: https://globoesporte.globo.com/

 

Com mais de 20 mil torcedores presente o Bahia conquistou mais três pontos e segue firme na busca para o acesso. Nos primeiros minutos de jogo o time tricolor começou criando boas oportunidades não deixando o time gaúcho ter muito espaço, no entanto, o Brasil foi para cima e teve três ótimas chances para abrir o placar, mas não teve sucesso. O primeiro tempo foi mais pegado onde ambas as partes atacavam.

O único gol da partida saiu aos 31 da primeira etapa, quando Juninho cobrou uma falta fechada e o goleiro do Xavante espalmou a bola dando a oportunidade para Wesley Natã cabecear e abrir o placar para o tricolor. É o segundo gol do atacante em dois jogos como titular, o jovem jogador vem agradando a nação.

No segundo tempo Muriel não teve muito trabalho, o time gaúcho produz pouco e não fez grandes jogadas, já esquadrão fez Eduardo o goleiro do Brasil trabalhar, o time baiano chegou muitas vezes a área do adversário, mas a bola não balançou as redes outra vez.

 

           

Fonte: https://globoesporte.globo.com/

 

Com esse triunfo o Bahia esta momentaneamente na 3° colocação, para o tricolor se manter no G4 os times de Náutico, Avaí e Londrina, que jogaram neste sábado(15) tem que perder suas partidas. O próximo jogo do esquadrão é fora de casa contra o Oeste, sabemos da dificuldade que o time baiano tem para vencer longe da sua torcida e para piorar a situação do esquadrão Moisés sentiu muitas dores novamente foi substituído ainda no primeiro tempo e está no departamento médico fazendo exames, Hernane também desfalca o time pois levou o terceiro cartão amarelo e não joga. Vai ser uma semana de muito trabalho para o tricolor que precisa vencer seus jogos longe de casa.

 

Ficha técnica

Bahia 1 X 0 Brasil de Pelotas

 

Cartões Amarelos: Hernane (Bahia) e Marlon (BRP)

 

Bahia: Muriel, Eduardo, Tiago, Jackson, Moisés (Tinga), Luiz Antonio, Juninho, Renato Cajá (Régis), Wesley Natã (Victor Rangel), Edigar Junio e Hernane. Técnico: Guto Ferreira

Brasil de Pelotas: Eduardo Martini, Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo, Marlon, Leandro Leite, Marcão, Jonatas Belusso (Nathan), Galiardo (Wender), Diogo Oliveira e Ramon (Gustavo Papa). Técnico: Rogério Zimmermann.  

Árbitro: Antonio Rogerio Batista do Prado (SP).

Assistentes: Ricardo Pavanelli Lanutto (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).


Por Milena Monteiro.