"LEVANTA E ANDA!"

O mesmo adversário, um roteiro bem parecido, porém, com os papéis invertidos. A final da Copa do Brasil 2015, teve situações bem semelhantes com a final do Campeonato Paulista deste ano, também disputado por Santos x Palmeiras. No Paulistão, o Palmeiras venceu em casa a primeira partida por 1x0, e  na Vila a equipe santista venceu por 2x1 e nos pênaltis conquistou o título. Já na Copa do Brasil, o Santos venceu a primeira partida na Vila por 1x0 e no Allianz a equipe palmeirense venceu por 2x1 e conquistou o título.

Que grande ironia do destino! Coisas do futebol...

O Santos poderia ter colocado a mão na taça na primeira partida, mas perdeu muitas oportunidades, dando chances para que o time alviverde pudesse sonhar e alcançar o título. E eles alcançaram.

Foi um jogo nervoso, emocionante, digno de final de campeonato. Com um primeiro tempo sem gols, porém, com muitas chances perdidas, de ambos os lados e um segundo tempo nervoso, com o Palmeiras pressionando a equipe santista , que estava completamente apagada, longe de apresentar o bom futebol de alguns jogos atrás.

O Palmeiras abriu uma vantagem com 2 gols. Tudo parecia estar perdido, até que Ricardo Oliveira fez o “gol da esperança”, que levou a partida aos pênaltis. E o final dessa história, bom, todos nós já sabemos. 

O fato é que agora não é um momento propício para críticas, e sim de apoio, como eu disse no texto anterior, mesmo se não ganhássemos o título, seriamos campeões da mesma maneira. Mas, talvez você se pergunte o porque digo isso, então apenas relembre tudo o que o Santos Futebol Clube passou no ano de 2015... Assim, você irá me entender.

Enfrentamos a maior crise financeira de nossa história, perdemos jogadores importantes, éramos desacreditados, “vai ser rebaixado” muitos diziam. Não contratamos jogadores de peso, investimos mais na base e fomos Campeões Paulistas.  Mesmo assim, ainda estávamos na zona de rebaixamento do Brasileirão, Dorival Júnior voltou, arrumou o time, saímos da zona de rebaixamento e chegamos até o G4, onde ficamos por algum tempo. Nós nos reinventamos, nos reerguemos. ISSO É SANTOS, SE REINVENTAR.

Por essas e outras, se fosse para escolher uma palavra que pudesse definir esta temporada do Santos, diria que a palavra é SUPERAÇÃO. E que um elenco unido e motivado faz toda a diferença.

Sabemos que teremos muitas dificuldades para o próximo ano, poderemos perder jogadores importantes, ficaremos fora da Libertadores mais uma vez. Mas que esse ano sirva de aprendizado, para que nunca duvidem da grandeza do Santos Futebol Clube e nem essa perda apagará o “passado e o presente só de glórias” que essa equipe incrível possui.

Obrigada aos jogadores que realmente honraram o manto alvinegro durante toda a temporada e acreditaram, assim como nós, que poderíamos reverter toda aquela situação. Ao Dorival, por ter arrumado essa equipe e a todos os envolvidos.

Que possamos usar todos os erros cometidos durante a temporada como aprendizados, e que em 2016, eles não se repitam.

“Seja qual for a sua sorte, de vencido ou vencedor” ao seu lado, meu Santos, eu sempre estarei!

AGORA, LEVANTA E ANDA porque “reza a lenda que quando uma nuvem negra paira por aqui...É porque vem coisa boa!”
 

COM O SANTOS ONDE E COMO ELE ESTIVER.

Carolina Ribeiro