LUGAR DE MULHER?

 

Foto: Instagram Escolinha do Operário

Em ano da Copa do Mundo Feminina mais assistida e televisionada da história, além de uma taça, muitas outras coisas foram colocadas em jogo. O espaço para mulheres no esporte sempre foi muito pequeno, até algumas décadas mulheres eram até proibidas de jogar, mas na torcida... As mulheres sempre fizeram bonito nas arquibancadas. Poucos sabem que o termo torcida vem das primeiras senhoras que iam nos jogos e comemoravam os gols torcendo seus lenços, sendo assim TORCEDORAS.

No estádio se você olha para o lado pode ter certeza que encontrará uma de nós, em caravanas vão ter meninas tão apaixonadas pelo time quanto homens. Não viemos para embelezar o Germano Kruger, viemos para amar o Operário como qualquer outro. Não temos segurança nem para andar no estádio, às vezes com as roupas que queremos, pois ainda não somos consideradas apaixonadas como homens.

Recentemente o fantasma vem abrindo barreiras, tendo até uma mulher como assessora, esta já sofreu com palavras faladas por torcedores de times rivais, somente por ser uma mulher que trabalha no esporte. Ainda no estado do Paraná, temos a primeira preparadora física mulher do Brasil, esta trabalha no Rolândia, e diz que o preconceito existe sim, mas este não vem dos jogadores e torcedores do time que ela trabalha, e completa dizendo que eles são muito respeitosos, mas quando o jogo é em outras cidades o segredo é tapar os ouvidos.

O Operário também mudou, há uma semana foi aberto uma escolinha de futebol feminino, pois até então as meninas que queriam treinar tinham duas opções: treinar com os meninos ou não treinar. A procura foi incrível e logo no primeiro dia cerca de 70 meninas apareceram para treinar.

Vale a pena lembrar o discurso de Marta na Copa do Mundo: “O futebol feminino depende de vocês, chorem no começo para sorrir no final.”

Lugar de mulher é no estádio, jogando, torcendo, narrando, escrevendo, treinando, assessorando, preparando ou fazendo o que quiser, pois todas nós somos as reais musas, não precisa ter beleza, ser apaixonada pelo time é o que te faz linda.

 

Por Malu Rios