Lusa perde para o São Caetano em casa e se complica na A2

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
(Foto: divulgação/Portuguesa)

A alegria do torcedor lusitano durou pouco. Depois dos resultados dos outros times que lutam para classificar, a Portuguesa só precisava ganhar em casa diante do líder São Caetano para ficar mais próximo do tão sonhado acesso a elite do futebol paulista. Mas, não deu. A Lusa perdeu por 2 a 0 nesta quarta-feira (12), pela 17ª rodada do Campeonato Paulista da Série A-2.

Com 23 pontos, a rubro-verde agora tem chances de ser rebaixada para a série A3 caso não ganhe o próximo jogo diante do Oeste de Itápolis, segunda-feira (17), às 20h, também no Canindé.

O azulão começou melhor a partida e teve algumas chances de abrir o placar. A Lusa até tentou algumas vezes, mas sem sucesso. Aos 46 minutos, o São Caetano aproveitou o contra-ataque e fez o primeiro gol do jogo com o zagueiro Sandoval.

O time da casa parecia apático e diferente daquele que jogou contra o Guarani na semana passada. Logo aos 3 minutos da segunda etapa, Carlão ampliou a vantagem para o azulão.

A Portuguesa até tentou reagir com algumas boas jogadas, mas, como sempre tem acontecido, o time 'morreu' no segundo tempo.

Infelizmente em apenas uma semana o cenário lusitano mudou completamente. Antes buscávamos uma vaga para a primeira divisão, agora teremos que lutar para evitar um possível rebaixamento. Avante, Lusa!

FICHA TÉCNICA:

17ª rodada da série A-2 do Campeonato Paulista

Portuguesa 0 x 2 São Caetano

 

Data: 13/04/2017.

Horário: 20h.

Local: estádio do Canindé.

Público: 1.100 pagantes.

Gols: São Caetano: Sandoval 46' 1T, Carlão 3' 2T.

 

Portuguesa:

Ricardo Berna, Amaral, Everton, Vinícius Gouveia, Thiago Feltri, Dinho (Fernando Martins), Tárik (Bruno Xavier), Leandro Domingues, Adilson, Luizinho e Bruno Duarte (Bruno Silva).
Técnico: Estevam Soares.

 

São Caetano:
Paes; Diogo Rangel (Thiago Pereira), Sandoval, Eduardo Luiz e Bruno Recife; Esley (Júnior Alves), Régis, Paulinho Santos (Norton) e Paulo Vinícius; Ermínio e Carlão.
Técnico: Luis Carlos Martins.

 

De rubro-verde para rubro-verde, Thaís Santos.