Mais perto das quartas de final

 

 

Com lances ríspidos e podemos dizer, até violentos, adornados de muita discussão, o Grêmio saiu em vantagem no jogo de ida contra o Godoy Cruz e está mais próximo das quartas de final da Copa Libertadores da América. O Tricolor venceu por 1x0, com gol relâmpago de Ramiro, aos 46 segundos de jogo, e ainda não havendo mais gols, manteve a sobriedade durante toda a partida. O jogo de volta está marcado para o dia 9 de agosto, na Arena. 


 

Foto: Andres Larrovere


 

O elenco de Renato foi para o confronto com o Godoy Cruz como favorito. Porém, o retrospecto do nosso Grêmio contra os hermanos na Libertadores não era o mais excitante, isso porque nas duas últimas edições da competição que participou, o Grêmio foi eliminado por equipes argentinas. Em 2014, perdeu nas oitavas de final para o San Lorenzo, enquanto que em 2016, caiu para o Rosário Central, na mesma fase. E caros amigos, nem o gremista mais otimista esperava que a partida começasse da forma como começou. Com menos de um minuto de jogo, Pedro Rocha recebeu de Barrios pela esquerda, invadiu a área e cruzou rasteiro. Ramiro apareceu sozinho para fazer o gol mais rápido desta edição da competição.

Esse gol célere deu ao Grêmio certa tranquilidade para controlar a partida, a equipe manteve a posse de bola, agredindo o adversário quando conseguia impetrar. O elenco do Godoy Cruz, por sua vez, mais batia do que jogava bola. Quando conseguia chegar ao gol era facilmente desmontado pelo sistema defensivo gaúcho.  Nos 20 minutos, Edilson chutou no travessão.

Para a equipe da casa a chance só aconteceu aos 30 minutos, quando Garro foi pela esquerda e rolou para o meio, onde estava Javier Correa, que chutou para boa defesa de Marcelo Grohe. Depois, muitas paralisações por faltas, deixando o clima quente para o segundo tempo.
Na segunda etapa da partida, precisando de gols o time argentino veio para cima. Mesmo assim, Marcelo Grohe, que sofreu entrada violenta no final do primeiro tempo, pouco participava da partida.  Para manter as opções ofensivas de velocidade, Renato colocou Everton e Fernandinho na equipe. Na parte final, surgiram algumas investidas do Godoy Cruz, contudo o Grêmio conseguiu segurar atrás e manteve o placar a seu favor, estabelecendo uma majestosa vantagem para o jogo de volta, em Porto Alegre.

 

 

Foto: Andres Larrovere

 

 

A “zica” da eliminação está cada vez mais longe e o TRI vem vindo devagar e sempre. Nosso Tricolor manteve a sobriedade na partida, jogou sério na casa do rival e não se abalou com nenhum dos fatos ocorridos anteriormente e nem no decorrer da partida: ter que usar outras meias, trocar camisa, recebimento do time rival pela torcida com fogos de artifício, campo molhado em más condições, pontos no joelho do nosso goleiro titular.

Contudo, todos esses “problemas” foram culminados com uma grande vantagem!

Que venha o jogo de volta! Que venha o TRI da Libertadores!

 

 

Saudações Tricolores!

Por Kamila Costha