Mais um Clássico, Mais uma Derrota...

 

 

O Tricolor mais uma vez caiu diante de um rival estadual, o adversário da noite de 7 de setembro foi o Palmeiras que se mostrou superior em jogo valido pela 23º rodada do Campeonato Brasileiro. A partida aconteceu na Allianz Parque ás 21h45 (Horário de Brasília), com torcida única devido à decisão da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, que desde Abril deste ano assinou o atestado de incompetência da PM paulistana e proibiu os torcedores do time visitante de acompanhar a partida.   

 

Reles Primeiro Tempo

 

No primeiro tempo o líder do campeonato já se mostrava superior ao time do Morumbi, porém ambas as equipes não finalizavam com eficiência, aos 15 minutos Rafael Marques dominou no peito e finalizou quase que da pequena área, Denis (que apesar de ter tomado dois gols, foi o melhor em campo no lado são-paulino), fez ótima defesa. O Tricolor só respondeu aos 31 com um chutão de chaves por cima do gol alviverde. Para piorar o que já não estava bom, Rodrigo Caio e Carlinhos se machucarão no lugar Ricardo Gomes colocou Lyanco e Mena.


 

Segundo tempo dramático.

 

Foto: Mauricio Rummens

 

Na segunda etapa o Soberano entrou mais engajado, logo aos 2’ Kelvin carregou para a linha de fundo, superou os marcadores, cruzou para Chavez que desviou certeiro para o fundo da rede, 1X0 e time continuo lutando para se manter a frente no placar, mas não tinha técnica, fez parecer que os 9 dias de treinamento no CCT da barra funda não serviram de nada.

Com 8’ da segunda etapa Cuca resolveu fazer o obvio sacou Allione para entrada de Gabriel Jesus o camisa 33 estava com a seleção brasileira e veio com o jato particular do presidente do clube para o choque-rei e deu a logico o Palmeiras cresceu em campo, aos 10’ Jean cobrou falta da intermediaria direita e Mina (impedido) subiu para cabecear no gol, Lyanco não conseguiu acompanhar e falhou 1x1.

Aos 25’ novamente em jogada pelo alto aconteceu à virada palmeirense, outra coincidência é que mais uma vez a falha foi do jovem Lyanco, Dudu cobrou escanteio Victor Hugo subiu mais que o zagueiro e meteu no fundo do gol de Denis 2x1 para os donos da casa e da festa.

 

Denis que já tinha salvado uma bola aos 14’ ainda fez uma defesa espetacular os 33’ quando Dudu lançou G.Jesus que matou no peito entre Lyanco e Maicon e bateu forte no canto esquerdo, graças ao camisa 1 que já foi tão criticado pela maior parte da torcida são-paulina a derrota não foi de goleada.

 

Denis mais uma vez foi o melhor são-paulino em campo. Foto: Rubens Chiri


 

Pós – Jogo

 

O São Paulo é o 13º colocado a 2 pontos da zona de rebaixamento e até o final da noite desta quinta-feira (08), a coisa ainda pode ficar pior, com os jogos de Sport, Cruzeiro e Internacional.

A situação é lamentável, o torcedor sinceramente já não tem mais o que fazer, com gol impedido ou não o Palmeiras foi superior e mereceu a vitória, o time do São Paulo muitas vezes parece perdido em campo, Ricardo Gomes definitivamente não acrescentou nada ao elenco, e a sombra de 2013 ano em que o clube quase caiu volta a rondar o Gingante do Morumbi, o problema é que dessa vez não tem Muricy para colocar as coisas em seu devido lugar, porém como todos sabem TIME GRANDE NÃO CAI.

Agora imprescindivelmente o São Paulo precisa de duas vitorias em casa, no próximo domingo (11) ás 11h da manhã (BSB) contra o Figueirense e na quinta-feira (15) ás 21h (BSB) contra o Cruzeiro. Os dois times brigam na parte de baixo da tabela.

 

 

Extra-campo

 

Durante a partida emissoras de televisão e alguns sites relacionados a futebol anunciavam demissão de Gustavo Vieira de Oliveira até então Diretor executivo do São Paulo.

Gustavo foi um dos nomes mais criticados durante o protesto do ultimo 27 de agosto, sobrinho de Raí um dos maiores ídolos da historia do Clube e filho de Sócrates maior ídolo de um dos rivais do Tricolor, a torcida não o perdoava e alguns diziam que ele era um câncer dentro do SPFC.

A diretoria confirmou a informação na madrugada, logo após o jogo, em nota disseram que a decisão foi tomada em conversa de Leco com Gustavo e ambas as partes estavam de acordo.

 

Foto: Ana Luiza Rosa- SPFC

 

Circulam na internet possíveis nomes para o cargo agora vago, o principal deles é de Marco Aurélio Cunha que no momento trabalha com a seleção brasileira de futebol feminino. Marco visitou recentemente um treino e disse não ver crise no Morumbi!  

 

Por Jéssica Nogueira Gonçalves.