Mais uma vez, derrota

Depois de uma derrota muito lamentada pela equipe no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o Atlético recebeu o São Paulo no Independência e mais uma vez perdeu a partida. O jogo foi válido pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro e terminou com o placar de 2 a 1 para o Tricolor paulista.

Do time titular, apenas Fred entrou em campo para a partida, novamente pensando na chance de se fazer uma boa partida diante do Grêmio e tentar reverter o resultado em Porto Alegre. E o torcedor que foi ao Horto acompanhar o Galo, mais uma vez viu um time perdido em campo, sem entrosamento e com claras falhas técnicas de jogadores.

FOTO: Site Oficial Atlético-MG

Já aos cinco minutos de jogo o Tricolor viu uma bola bater no braço de Patric dentro da área e o juiz não viu pênalti. Aos 22’, após cruzamento de Carlos Eduardo, Hyuri contou com falha de Renan Ribeiro para abrir o placar. Mas não houve muito tempo para comemorar. Dois minutos depois o zagueiro Maicon bateu falta com maestria e empatou o jogo com um belo gol. Ao longo do restante do primeiro tempo Giovanni salvou a equipe alvinegra algumas vezes e já no final Renan Ribeiro teve que deixar o campo após sofrer uma luxação em um de seus dedos.

O segundo tempo foi bastante morno e com poucas boas chances criadas. Algumas vezes o goleiro alvinegro era acionado e em outras Denis fazia a sua parte. As possibilidades para o técnico interino Diogo Giacomini no banco não eram as melhores, uma vez que a maior parte dos jogadores suplentes atuaram pouquíssimas ou nenhuma vez no time titular. Com a falta de treinamento em conjunto, o time seguia sem conseguir se portar em campo e teve o seu castigo aos 45 do segundo tempo. Após contra-ataque, que surgiu de um erro de Patric no ataque atleticano, Gilberto marcou e virou a partida para os visitantes.

OPINIÃO DA COLUNISTA

Quem assistiu ao jogo anterior do Galo no Campeonato Brasileiro também com o time reserva não tinha grandes expectativas para esse jogo. Foram noventa minutos difíceis de serem acompanhados, com um time que não se encaixava e pecava muito individualmente além do coletivo.

Alguns jogadores claramente não deveriam seguir vestindo o manto alvinegro no ano que vem, independentemente da vontade que têm de jogar, já que são fracos tecnicamente e não serão bem aproveitados dentro dos objetivos que o Galo deve almejar em 2017. A área defensiva atleticana titular já sofre bastante com gols, a reserva então passa longe do que se espera.

O segundo gol do São Paulo mostrou uma sequência de erros de certa forma até recorrentes. Primeiramente um erro no ataque que deu origem a jogada, em seguida todos os outros companheiros de defesa não souberam fazer a cobertura e Leonan e Edcarlos deixaram que Gilberto se deslocasse entre eles para aparecer livre e marcar o gol.

O Campeonato Brasileiro terminou para o Atlético, que tem a 4ª colocação garantida, e caso não consiga vencer o Grêmio terá pela frente uma pré-libertadores para disputar no próximo ano. Sempre acreditando, esperamos que a diretoria faça um bom trabalho na escolha do novo técnico, de peças de reposição e dispense aqueles que não têm feito um bom trabalho.

 

Por Júlia Campos – Por você e com você até o final, Galo!

Curta Blog Mulheres em Campo