Mais uma vitória feia pra conta

(foto: Arsenal.com)

 

Foi um jogo tão lazarento de ruim que eu não consegui nem prestar atenção, então realmente não tenho muito o que comentar aqui, mas vamos tentar.

Em resumo, vencemos mas com uma dificuldade imensa. Mal conseguimos sair da nossa defesa pois o “poderoso” Huddersfield, último colocado da tabela, não deixava. Posso falar também que esse timaço ocupante da 20ª colocação da tabela teve mais posse de bola do que o Arsenal. Teve mais chutes a gol também. E mais passes.

Apesar disso tudo os Gunners ganharam. Mas é mais uma daquelas vitórias que deixam o torcedor morrendo de raiva e nem um pouco satisfeitos com o clube. Esse time tem algum objetivo pra esse ano mesmo? Porque eu tenho a impressão que o único objetivo do Arsenal para essa temporada é entrar em campo. Um time que não consegue se impor contra o último colocado, que não consegue manter uma clean sheet nem contra a equipe que menos marcou gols nesta temporada de Premier League (14), não dá pra dizer que tenha qualquer ambição que seja.

Nossos gols foram marcados por Iwobi e Lacazette, e o gol do Huddersfield foi marcado pelo nosso querido lateral Kolasinac; afinal, já que o Huddersfield não estava conseguindo manter nosso recorde de tomar gol todo santo jogo, nós mesmos tínhamos que resolver isso, não é mesmo?

 

(foto: dailypost.ng)

 

Iwobi, apesar de ter marcado um belo gol, continua sendo uma desgraça que afunda o time todo. Pra esse gol que ele marcou deve ter perdido uns cinco. Não consigo entender como esse ser atua no futebol profissional: Só sabe correr, correr, passar o pé por cima da bola e tocar de lado; é um jogador BURRO, que raramente dá um passe decente, e sinceramente, não consigo entender a fixação que Unai Emery (e parte da mídia) tem por ele, particularmente tenho vontade de arrancar os olhos cada vez que o vejo jogar.

As substituições do nosso técnico foram novamente sofríveis na minha opinião. Entraram Elneny, Suarez e Willock no lugar de Torreira, Mkhitaryan e Iwobi. Sobre Elneny, digo a mesma coisa que disse sobre Iwobi: não consigo entender como atua no futebol profissional. Sobre Suarez, como eu nunca tinha o visto jogar pelo Barcelona, não sei dizer se é somente uma questão de adaptação ao futebol inglês ou não, mas por enquanto tive uma péssima impressão sobre ele, muito fraco. Por fim, Willock na real entrou tão no final da partida que não tenho como emitir uma opinião.  

 De qualquer forma conquistamos os três pontos, e continuamos bem próximos do United e do Chelsea na disputa pela quarta colocação. Este último enfrenta ainda hoje o Manchester City, então ainda podemos seca-los e torcer por um resultado que nos favoreça.

Nossa próxima partida é pela Europa League, nesta quinta-feira (14), às 15:55, contra o Bate Borisov.

COYG!

Por Bárbara Ayres