MELHOR PARA O VERDÃO PAULISTA

Em uma partida onde a Chape teve bons momentos, e inclusive a chance de marcar o gol, não deu, quem marcou foi o Palmeiras e venceu a partida por 1 x 0.

Foto: Marcos Ribolli

Nesta quarta-feira (16), a Chapecoense foi até São Paulo, enfrentar o vice-líder Palmeiras na Arena Allianz Parque, o resultado não foi o que queríamos. O técnico Marquinhos Santos, entrou com um esquema diferente, no 5-4-1, para realmente tentar segurar o resultado, e deu certo, até os 54 minutos da segunda etapa, onde Felipe Melo quebrou o esquema e selou o resultado.

A Chapecoense foi até melhor em alguns momentos, manteve uma boa defesa. E mesmo após expulsão de Gum, conseguiu segurar bem.

A partida

O jogo não começou lá muito animado, o Verdão do Oeste fechado na defesa, e o Palmeiras tentava buscar espaços.

Aos 5’ Amaral teve boa chance, mas chutou para fora. Já aos 14’ a chance foi dos adversários, com cabeceio de Dudu, que foi para fora. Aos 45’ Dudu novamente, a bola passou perto, mas saiu.

Já na segunda etapa, Bruno Henrique tocou na bola e Luan quase alcançou para finalizar. Outro bom lance para os paulistas, aos 11’ Willian mandou a bola na trave.

Aos 22’ mais uma polêmica para a Chape contra a arbitragem, Gum fez falta em Dudu e tomou o cartão vermelho direto, onde o lance era sim para amarelo. O árbitro nem foi revisar no VAR, o que já era difícil, ficou bem pior.

O técnico Marquinhos tentou alterações na equipe, para tentar se proteger com um a menos, tirou Henrique e colocou Régis. E depois tirou Camilo e colocou Mauricio Ramos. A pressão que já era do Palmeiras aumentou, e a equipe teve boas oportunidades desperdiçadas, com Willian e Felipe Melo. Aos 36’ João Ricardo fez boa defesa, que garantia até então 1 pontinho.

Aos 48’ a Chape teve sua chance de marcar, no contra ataque, Régis deixou Renato de frente para o gol, que bateu bem, mas Weverton defendeu. E quando tudo parecia ficar nisso, um ponto para cada lado, aos 54’ (isso mesmo, 54 minutos), Bruno Henrique chutou, João Ricardo deu rebote, a bola sobrou para Felipe Melo que mandou para o fundo do gol, selando mais uma derrota da Chapecoense.

Foto: Marcos Ribolli

 

Após a partida Marquinhos Santos falou sobre a arbitragem: “Assim como é a política brasileiro, como tem o preconceito e o racismo no Brasil, o futebol está caindo em descrédito. Não tem validade o VAR, porque tem peso de camisa”.

Jogaram pela Chapecoense:

João Ricardo; Márcio Araújo (Renato Júnior), Douglas, Amaral, Gum e Bruno Pacheco; Henrique Almeida (Vini Locatelli), Elicarlos, Camilo (Maurício Ramos) e Roberto; Everaldo.

Técnico: Marquinhos Santos.

Com o resultado, a Chape se mantém na lanterna do brasileirão, com apenas 16 pontos (10 pontos atrás do primeiro fora da zona, o Ceará que joga nesta quinta-feira 17).

A próxima partida da Chape será no domingo (20), às 19h contra o Goiás, na Arena Condá.

 

Vamo, vamo Chape!

 

Kelly Cristine Janiro