Mesmo com derrota TRICOLOR se classifica e é o único Paulista nas Quartas de Final!

O tricolor foi ao México enfrentar o Toluca na segunda partida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, e como já era esperado os mexicanos não deram moleza e conseguiram ganhar o jogo, mas não foi o suficiente para desclassificar o maior campeão Brasileiro desta competição, com o placar agregado ficou 5x3 e o Soberano segue como único Paulista no campeonato!

FOTO RUBENS CHIRI / SÃOPAULOFC.NET

O time mexicano conseguiu logo nos primeiros minutos de jogo impor seu sistema rápido e acuar o time de Patón, que pouco criou no primeiro tempo, salvo um lance aos 2 minutos quando Wesley bateu firme no canto de Talavera que fez a defesa. A vontade dentro de campo não demorou muito para o Toluca abrir o placar aos 17 minutos da primeira etapa, Trejo cobrou rapidamente uma falta e cruzou na medida para Fernando Uribe cabecear para o gol.  
Os jogadores comandados por José Cardoso ganharam força e esquentaram o jogo, o nervosismo era tanto que o técnico se posicionou atrás do banco de reserva dos mexicanos e foi expulso pelo arbitro da partida. Mesmo sem técnico a pressão mexicana continuou e nos últimos minutos do primeiro tampo Rodrigo Cario se virou como pôde e afastou no mínimo quatro bolas do alvo mexicano.

Na segunda etapa da partida o São Paulo voltou melhor, determinado a matar o jogo, e MATOU! Aos 5 minutos Michel Bastos avançou pela esquerda, finalizou cruzado e marcou 1x1 e classificação garantida, porém no lance o camisa 7 sentiu uma fisgada forte na coxa e pediu para sair,  Calleri que praticamente não apareceu no jogo tomou amarelo e Patón então decidiu por substitui-los tirou Calleri para entrada de Kardec e Ricardo Centurión entrou na vaga de Michel Bastos.

FOTO: EFE


Com menos de dois minutos em campo Centurión foi derrubado dentro da área por Rios e sofreu pênalti claríssimo, mas o colombiano Wilson Lamouroux só viu falta, o erro do árbitro custou caro para o São Paulo que sofreu o segundo gol logo na continuação do lance, 2x1 com gol de Trivero. Bauza resolveu por Caramelo no lugar de Kelvin que na saída foi insultado com atos racista por um torcedor do Toluca, que foi devidamente retirado pela Policia Mexicana. Os donos da casa ainda conseguiram mais um gol aos 41 do segundo tempo com o atacante Fernando Uribe.
Mas o lance mais absurdo e vergonhoso da partida aconteceu já nos acréscimos, aos 46 minutos, Ricardo Centurión cuspiu em um atleta do Toluca e foi devidamente expulso. Triste para o jogador que provavelmente perderá muito mais do que a primeira partida das quartas de final, a pena mínima para estes casos são de 6 jogos o que deixará o argentino fora da competição mesmo que o clube do Morumbi chegue a final!

FOTO: Reprodução/Fox Sports

Claro que diante de tudo isso não da para falar que a partida foi boa, mas uma coisa não se pode negar, esse time ganha cada vez mais a cara de Patón, e o treinador declarou-se satisfeito “Viemos com a intenção de nos classificar e conseguimos. Colocamos o São Paulo entre os oito melhores da América, o que não é pouca coisa.”
Agora o técnico precisa tirar lições deste jogo para concertar a equipe que terá um adversário e tanto nas quartas de final, o Atlético Mineiro, que já eliminou o Tricolor em 2013 pela competição continental.
O primeiro jogo será no Morumbi onde o São Paulo terá como obrigação fazer o resultado e o segundo jogo acontecerá com mando de jogo dos mineiros provavelmente no Horto.

Independente da forma que foi o time está classificado e para quem dizia que o Soberano não passava da fase de grupo está tendo que engolir um time com garra, foco e RAÇA!

 

FICHA TÉCNICA 
TOLUCA 3 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Nemesio Díez, em Toluca (México) 
Data: 04 de maio de 2016, quarta-feira 
Horário: 19h15 (de Brasília) 
Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia) 
Auxiliares: Wilmar Navarro e Alexander Leon (ambos da Colômbia) 
Cartões amarelos: Paulo da Silva, Trejo (Toluca), Hudson, Calleri, Kelvin, Centurión (São Paulo) 
Cartão vermelho: Centurión (São Paulo)

GOLS: 
TOLUCA: Uribe, aos 17 minutos do primeiro tempo e aos 41 do segundo tempo, e Trivero, aos 15 do segundo tempo 
SÃO PAULO: Michel Bastos, aos cinco minutos do segundo tempo

TOLUCA: Talavera; Jordan Silva, Galindo, Paulo da Silva e Rodríguez; Ríos (Navarro), Trejo (Brambila), Esquivel e Cueva; Uribe e Trivério 
Técnico: José Cardozo

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley, Kelvin (Mateus Caramelo) e Michel Bastos (Centurión); Calleri (Alan Kardec) 
Técnico: Edgardo Bauza

 

#JuntosSomosMaisForte!