Mesmo com muita raça, apoio total da torcida, Galo vê Coelho levantando a taça do estadual.

(Reprodução/TVGLOBO)

O Atlético MG jogou com um a menos, fez jus a uma parte da letra do seu hino " Jogamos com muita raça e amor", os jogadores jogaram com muita raça e isso é incontestavel, ficou com o título nas mãos até 39min do segundo tempo, mas infelizmente não deu pro Galo.

 

O Atlético entrou à campo no Mineirão, com um esquema bem diferente e uma boa parte dos jogadores reservas, com a massa atleticana presente em peso no Mineirão, com direito novamente à um mosaico escrito "Aqui é Galo". Os jogadores como de costume todos os anos entraram de mãos dadas com as mães atleticanas ali presentes.

Juiz deu inicio a partida, Atlético como precisava vencer o jogo foi para cima do América, os primeiros minutos foram de pura pressão ee aos 14 min, Erazo finalizou e João Ricardo defendeu, um minuto depois João Ricardo novamente apareceu evitando o cruzamento de Marcos Rocha para Carlos. América apostou nos contra-ataques e teve ótima chance aos 26 minutos, Victor Rangel que finalizou de bicicleta e Victor fez uma grande defesa, aos 38 minutos outra grande chance de gol do Galo,  num chute cruzado de Carlos César, novamente o goleiro americano apareceu salvando a pátria. O primeiro tempo já estava quase acabando quando aos 44 minutos, o amarelado  Tiago fez uma falta desnecessária, tomou o segundo cartão e logo em seguida o vermelho, fazendo o Atlético ficar com um a menos dentro de campo.

 

A etapa inicial acabou, os times voltaram para o tudo ou nada e quem pensará que com um a menos o Atlético iria entregar os pontos, estava enganado. O time alvinegro voltou com Robinho no lugar de Hyuri que pouco fez no jogo, e o camisa 7 foi decisivo, logo aos 4 minutos teve chance de marcar, mas acabou optando pelo passe e Sueliton cortou. Aos 8 minutos, Robinho finalizou, mas a bola acabou parando nas mãos do goleiro João Ricardo, aos 12 minutos novamente Robinho apareceu, o Pedalada deixou Lucas Pratto  dentro da área, o camisa 9 cortou um zagueiro, antes de chutar em cima de João Ricardo, Clayton que estava livre na área não desperdiçou a oportunidade e marcou para o Atlético.

Com este resultado o Atlético estava se consagrando o campeão do estado, mas para isso tinha que segurar o resultado ou fazer mais gols. O América então foi para cima, mesmo com um a menos também e agora tudo igual lado à lado, o time americano conseguiu empatar, novamente com Danilo, o gol que levou o América ao título depois 15 anos de jejum.

 

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 1 AMÉRICA-MG

Data: 08/05/2016 (domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Motivo: Final do Campeonato Mineiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Público: 47.928

Renda: R$ 1.228.935,00

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)

Assistentes: Alexandre Rocha de Matos (Fifa/BA) e Carlos Berkenbrock (Fifa/SC)

Cartões amarelos: - (CAM) Osman e Sueliton (AFC)

Cartão vermelho: Tiago (CAM) Alison (AFC)

Gols: Clayton aos 12 min, Danilo aos 38 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG

Victor, Carlos César (Edcarlos, aos 19 do 2º), Tiago, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso, Marcos Rocha e Hyuri (Robinho, no intervalo); Carlos (Clayton, aos 40 do 1º) e Lucas Pratto.

Treinador: Diego Aguirre.

AMÉRICA-MG

João Ricardo, Alison, Sueliton e Artur (Jonas, aos 10 do 2º); Danilo, Claudinei (Borges, aos 32 do 2º), Leandro Guerreiro, Rafael Bastos (Tiago Luís, aos 23 do 2º) e Bryan; Osman e Victor Rangel.

Treinador: Givanildo Oliveira.